Porto Velho (RO) sábado, 22 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

ESTIAGEM NO MADEIRA E SECA DOS POÇOS AMAZÔNICOS


ESTIAGEM NO MADEIRA E SECA DOS POÇOS AMAZÔNICOS - Gente de Opinião

A estiagem que assola Rondônia nas últimas semanas já baixou sensivelmente o nível das águas do rio madeira e a temporada promete mais problemas decorrentes da falta de chuvas. Os chamados poços amazônicos, na periferia de Porto Velho, já começam a secar obrigando a população a ampliar as perfurações. “Daqui a pouco já vão começar aparecer os bancos de areia”, disse o pescador João Nonato.
No sujo e desorganizado porto do Cai N’Água as embarcações já atracam pelo menos quatro metros em comparação com o mês de março, conforme afirmam comerciantes estabelecidos no loca.
Morador do bairro socialista, Sérgio Onareives Pozobom relatou que foi obrigado a cavar mais um metro do seu poço, que originalmente tem 6 metros de profundidade. Preocupado com a situação ele lembra a estiagem do ano retrasado quando ele e os vizinhos penaram com o problema de falta de água.;
Embora banhado pelo rio Madeira, a cidade de Porto Velho, com cerca de 400 mil habitantes, sofre com o problema de falta de água encanada em regiões populosas, como a do eixo Eldorado/Caladinho/Cidade do lobo. Estima-se que mais de um terço da população não tenha água encanada na capital rondoniense.

ESTIAGEM NO MADEIRA E SECA DOS POÇOS AMAZÔNICOS - Gente de Opinião


 Fonte: gentedeopiniao

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat