Porto Velho (RO) sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Embrapa cria núcleo de apoio ao setor leiteiro na Região Norte


  
Gente de Opinião
 
Com o objetivo de apoiar o desenvolvimento sustentável do agronegócio do leite na Região Norte, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) instalou esta semana um núcleo voltado ao setor em Porto Velho, capital de Rondônia. A iniciativa deve funcionar como um elo entre órgãos de governo, instituições de pesquisa e extensão rural e a Embrapa Gado de Leite, especializada em pecuária leiteira e sediada no Estado de Minas Gerais.
 
O pesquisador Paulo Moreira explica que a criação de núcleos foi a forma encontrada pela Embrapa Gado de Leite de estar presente em diferentes partes do País. De acordo com o pesquisador, responsável pelo recém criado Núcleo de Apoio à Pesquisa e Transferência de Tecnologia para o Setor Leiteiro da Região Norte, é preciso estar mais próximo das regiões produtoras para identificação de demandas de pesquisa e articulação institucional. Outros núcleos já foram implantados nas regiões Nordeste, Centro-Oeste e Sul. 
Uma das atividades com grande potencial para a Região é a validação de tecnologias. "Existe uma série de tecnologias ligadas à qualidade do leite e já estabelecidas no Centro-Sul do País que poderiam ser validadas aqui", afirma o Paulo Moreira. "Não é necessário começar tudo do zero", completa o pesquisador, que deve articular projetos de pesquisa em conjunto com as demais unidades da Embrapa e instituições de pesquisa atuantes na Região. 
O núcleo vai funcionar nas instalações da sede da Embrapa Rondônia, em Porto Velho, onde já são desenvolvidas atividades de pesquisa na área. O Estado foi escolhido para sediar o núcleo pela grande expressão em produção leiteira na Região Norte. Com aproximadamente 720 milhões de litros produzidos por ano, responde por quase 40% da produção do Norte do Brasil. Na última década, o crescimento anual girou em trono de 10%. 
Para o chefe-geral da Embrapa Rondônia, Victor Ferreira de Souza, a localização do núcleo na cidade de Porto Velho é estratégica porque permite atender todo o Estado de Rondônia, principal produtor da Região, bem como o Estado do Acre e o Sul do Pará, onde também há forte presença da pecuária leiteira. Mesmo com foco nas áreas mais expressivas, o núcleo deve atuar também em outros Estados da Região, com Amazonas, Roraima e Amapá. 

Conhecimento no assunto

Com quase 30 anos de trabalho na Embrapa, empresa vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Paulo Moreira, responsável pelo núcleo, tem grande experiência na Região. Iniciou a carreira em 1979 na então recém criada Embrapa Acre, onde trabalhou com pesquisas ligadas à pecuária leiteira. Em 1983 foi convidado para exercer o cargo de diretor-técnico e posteriormente diretor-presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do estado do Acre (Emater-AC). No ano 2000, já vinculado à Embrapa Gado de Leite, foi o responsável pelo primeiro núcleo regional da unidade, que funciona até hoje em Goiânia, capital de Goiás. 
Fonte: Embrapa Rondônia
 Daniel Medeiros (SC-02735-JP)
Estagiária de jornalismo: Narah Braga

Mais Sobre Meio Ambiente

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE, participaram no auditório da Federação durante dois dias, da 4° etapa da implantação do programa

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

O Brasil tem 790 barragens de rejeitos de minérios, e mais de 300 delas não foram classificadas em relação ao seu risco de rompimento e ao potencial d

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Os R$ 4 milhões também servirão para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gerenciamento de Resíduos SólidosMais uma vitória im

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Ontem (31/01), a Fundação SOS Mata Atlântica deu início à Expedição Paraopeba, que irá percorrer 356 km deste rio, de Brumadinho à Hidroelétrica Retir