Porto Velho (RO) quinta-feira, 20 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Desperdício ameaça abastecimento de água no Brasil



Cilene Figueredo
Agência Brasil

Brasília - O desperdício é a principal ameaça ao abastecimento de água no país. Essa foi uma das conclusões de pesquisa feita pela organização não-governamental WWF Brasil, em parceria com o Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope).

Pelo levantamento, verificou-se que são as residências que consomem mais água e que, em sua maioria, essas casas pertencem a famílias da maior nível social.

Em entrevista concedida hoje (6) ao programa Revista Brasil, da Rádio Nacional, o coordenador da Agência Nacional de Águas (ANA), Antonio Félix Domingos, atribuiu esse alto consumo à ineficiência da administração das companhias de abastecimento e ao valor que é cobrado pelos serviços de manutenção.

“Infelizmente os estudos apontam que a água no Brasil ainda é muito barata, por isso as classes mais favorecidas não valorizam. As próprias instituições desperdiçam 40%, esse gasto compromete a água do mundo, que é um recurso muito limitado e isso desfavorece cada vez mais as pessoas de baixa renda para adquirir água”, afirmou.

Segundo o coordenador, baseado nos dados da pesquisa da WWF Brasil, as famílias ricas costumam lavar seus automóveis com a mangueira aberta e o tempo mínimo para finalizar o serviço chega a ser de, aproximadamente, meia hora. A torneira aberta costuma gastar 70 litros de água por minuto.

Segundo Domingos, nos últimos anos, o setor industrial apresentou o maior registro de economia de água, devido as companhias cobrarem valores mais alto por metro cúbico nesse segmento. Diante disso, muitos  empresários realizaram grandes investimentos em equipamentos, que controlam o consumo de água.

O coordenador recomenda que as pessoas que utilizam poços artesianos não esbanjem água em piscinas ou em irrigações, pois o líquido subterrâneo pertence aos rios e o uso incorreto do equipamento interfere no nível das reservas naturais.

As pessoas que usam poços artesianos e ainda não comunicaram as companhias de abastecimento devem efetuar o registro o quanto antes, pois o uso ilegal acarreta multa.

 

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat