Porto Velho (RO) domingo, 23 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Desmatamento aumentou 60% em todo Estado do Acre


 
No último dia 27, a ONG Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) divulgou o Boletim Transparência Florestal, que apresenta os dados mais recentes do monitoramento independente do desmatamento naquele bioma. Em áreas degradadas, o Acre desmatou mais do que o Estado do Amazonas.

Comparando o desmatamento ocorrido em agosto de 2009 a maio de 2010 com o mesmo período do ano anterior (agosto de 2008 a maio de 2009), houve pequeno aumento de 7% no desmatamento na Amazônia Legal. Em termos relativos, esse aumento foi mais expressivo em Rondônia (71%), no Amazonas (70%), no Acre (60%), seguido pelo Pará (10%). Por outro lado, houve redução de 94% no Tocantins, 34% em Roraima e 19% em Mato Grosso.

Em termos absolutos, o Pará lidera o ranking do desmatamento acumulado com 507 quilômetros quadrados, seguido por Mato Grosso (288 quilômetros quadrados), Rondônia (135 quilômetros quadrados) e Amazonas (127 quilômetros quadrados).

De acordo com o relatório, em abril de 2010, o desmatamento ocorreu principalmente no Mato Grosso (59%), seguido por Pará (23%), Rondônia (10%), Amazonas (6%), e Acre (2%) Por sua vez, em maio de 2010, o desmatamento ocorreu foi mais concentrado no Amazonas (33%), Mato Grosso (26%) e Pará (17%).

Ainda segundo o relatório, em abril, 73% da área desmatada estavam em áreas privadas ou de posse. O restante foi registrado em assentamentos de reforma agrária (15%), terras indígenas (7%) e unidades de conservação (5%).

Em maio, 62% ocorreram em áreas privadas ou de posse, contra 24% em assentamentos de reforma agrária e 14% em unidades de conservação.

Em relação à degradação florestal (florestas que sofreram intensa exploração madeireira ou sofreram fogo florestal), Em maio de 2010, o SAD detectou 48 quilômetros quadrados de florestas degradadas. Desse total, 46% ocorreram em Mato Grosso e 36% no Pará (36%). O restante da degradação ocorreu no Acre (7%), Amazonas (6%) e Rondônia (5%).

Jairo Carioca – Da Redação de ac24horas
Com informações do Imazon.

 

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat