Porto Velho (RO) sábado, 23 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

DE OLHO NO TEMPO: Onda frontal trará nova friagem para Rondônia



O quinto evento de friagem de 2009 na Amazônia promete ser intenso em parte de Mato Grosso e de Rondônia, onde as temperaturas mínimas na madrugada de domingo podem ficar abaixo de 9°C.

Daniel Panobianco – Mais uma friagem deve atingir Rondônia esta semana – a quinta do ano – provocando acentuado declínio nas temperaturas, principalmente no sul e oeste do Estado. 

As previsões computadorizadas feitas pelo CPTEC/INPE (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos) do (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), apontam o ramo frontal chegando até o sul do Estado do Pará, algo raro na climatologia de friagens sobre latitudes menores. 

Em solo rondoniense, o tempo já muda na sexta-feira, quando a umidade volta a subir e com isso, as condições de chuva aumentam, segundo consta no sitio do mesmo instituto. 

Em Vilhena, a sexta-feira ainda deve ter temperaturas elevadas, mas o vento frio e forte do quadrante sul despencará a temperatura no período da noite. No domingo, data prevista para ser o dia mais frio do ano em muitas cidades, a mínima na região pode ficar perto ou abaixo de 10°C novamente. 

A última friagem que atingiu Rondônia no final de julho gerou uma temperatura mínima de apenas um digito, 9,2°C, registrados na estação meteorológica automática do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia) em Vilhena. Esta marca, mesmo em comparação com dados de METAR do aeroporto local, não era alcançada desde 1994 em um mês de julho. 

O boletim inicial preparado pelo GPT (Grupo de Previsão de Tempo) do CPTEC/INPE aponta o seguinte prognóstico, com base em dados numéricos: 

“Entre quinta e sexta-feira (21/08) o sistema frontal avançará pelo Centro-Oeste e sul da Amazônia, causando um evento de friagem. No entanto, o modelo ETA prevê uma advecção de ar frio mais intensa pelo ETA do que pelo GFS para o MT, RO, AC, sul do AM e do PA, TO, GO, e centro e oeste de MG.” 

Ressalta-se que a maior sensação de frio em todo o Estado de Rondônia deve ser na tarde do sábado, onde os ventos de sul e a cobertura estratiforme de nuvens darão a sensação de frio intenso. 

No extremo sudoeste de Rondônia, prevê-se frio ainda mais intenso, devido à continentalidade da onda polar, como em Costa Marques, onde os modelos simulam mínima de apenas 8°C no domingo.
Confira a previsão do CPTEC/INPE para as principais cidades:

Ariquemes:
Sexta-feira: Mínima de 20°C e máxima de 33°C.
Sábado: Mínima de 17°C e máxima de 23°C.
Domingo: Mínima de 15°C e máxima de 27°C.

Cacoal:
Sexta-feira: Mínima de 23°C e máxima de 32°C.
Sábado: Mínima de 18°C e máxima de 24°C.
Domingo: Mínima de 15°C e máxima de 28°C.

Costa Marques:
Sexta-feira: Mínima de 16°C e máxima de 30°C.
Sábado: Mínima de 12°C e máxima de 24°C.
Domingo: Mínima de 08°C e máxima de 26°C.

Guajará-Mirim:
Sexta-feira: Mínima de 17°C e máxima de 33°C.
Sábado: Mínima de 15°C e máxima de 24°C.
Domingo: Mínima de 12°C e máxima de 27°C.

Porto Velho:
Sexta-feira: Mínima de 23°C e máxima de 34°C.
Sábado: Mínima de 18°C e máxima de 26°C.
Domingo: Mínima de 16°C e máxima de 28°C.

Vilhena:
Sexta-feira: Mínima de 18°C e máxima de 22°C.
Sábado: Mínima de 13°C e máxima de 19°C.
Domingo: Mínima de 10°C e máxima de 26°C.

Dados: CPTEC/INPE – INMET – REDEMET
Fonte: De Olho no Tempo

Mais Sobre Meio Ambiente

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE, participaram no auditório da Federação durante dois dias, da 4° etapa da implantação do programa

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

O Brasil tem 790 barragens de rejeitos de minérios, e mais de 300 delas não foram classificadas em relação ao seu risco de rompimento e ao potencial d

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Os R$ 4 milhões também servirão para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gerenciamento de Resíduos SólidosMais uma vitória im

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Ontem (31/01), a Fundação SOS Mata Atlântica deu início à Expedição Paraopeba, que irá percorrer 356 km deste rio, de Brumadinho à Hidroelétrica Retir