Terça-feira, 23 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Contagem revela redução de 25% dos pirarucus adultos


Amanda Mota - Agência Brasil

Silves (AM) - O trabalho dos pescadores responsáveis pela contagem dos pirarucus nos lagos Purema e Preto, localizados no município de Silves (AM), terminou ontem (15) e, segundo o chefe do Instituto Braileiro dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) na região, João Vieira, apesar de o número de peixes adultos contabilizados neste ano ter sido inferior ao ano passado, o manejo da espécie na região está garantido.

"A contagem revelou uma diminuição de 25% de peixes adultos. Ainda não podemos precisar as causas disso, mas sabemos que entre a contagem do ano passado e a deste ano, o local sofreu com a invasão de pescadores não autorizados, que desrespeitaram as normas do acordo existente. A presença de gado no local também pode estar contribuindo para essa redução, porque os rebanhos vivem na beira dos lagos, causam impacto no solo e comem o capim que serviria de alimento para os peixes quando o nível das águas sobe", explicou Vieira.

Neste ano, foram registrados no local 593 pirarucus, contra 695 em 2006. A partir deste resultado, segundo Vieira, o Ibama deverá reforçar a fiscalização da área, para evitar a pesca clandestina, e também verificar o que fazer se for constatada a interferência do gado. Esse trabalho terá o apoio da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas, entre outras instituições.

A atividade dos pescadores de Silves conclui um ciclo iniciado em setembro no estado, na Reserva de Desenvolvimento Sustentável de Mamirauá, no município de Tefé. Todos os anos, a contagem segue pelas reservas extrativistas e municípios que possuem acordos de pesca, como Itacoatiara e Silva, incluídos na lista autorizada pelo Ibama para o manejo do pirarucu no estado, ou seja, para a pesca controlada – é respeitado o período de retirada do animal do meio ambiente, sem prejudicar o crescimento dos filhotes ou a reprodução dos adultos.

Gelson Batista, especialista em manejo de recurso pesqueiro, explicou que o trabalho começa em Tefé porque lá o nível das águas diminui antes dos outros municípios. "A época ideal para a contagem varia de acordo com a redução do nível das águas dos rios em cada município. O momento ideal é quando os lagos estão isolados e os pirarucus não têm contato com o canal principal dos rios, ficando assim concentrados nesses lagos. Depois disso, o trabalho só poderá se repetir no próximo ano, quando o processo natural volta a acontecer. Tudo isso os contadores de Mamirauá têm levado para outros pescadores, que  repassam o conhecimento a suas comunidades", disse.

Após a conclusão da contagem, os pescadores iniciarão, no domingo (18), a pesca autorizada pelo Ibama e que prevê 30% do total de peixes adultos. Nos dois dias seguintes os peixes serão vendidos a R$ 4 o quilo e o lucro reverterá para os pescadores e moradores da comunidade que participam da atividade de manejo.

 

Gente de OpiniãoTerça-feira, 23 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

EcoCast: série especial discute os desafios e oportunidades do mercado de carbono no Brasil

EcoCast: série especial discute os desafios e oportunidades do mercado de carbono no Brasil

Você sabe o que são os famosos créditos de carbono? E como eles funcionam, você sabe? Na série especial “Carbono: desafios e oportunidades” recebemos

Inovação e Sustentabilidade em Rondônia: UNIR e Eletrogoes Avançam na Pesquisa Florestal

Inovação e Sustentabilidade em Rondônia: UNIR e Eletrogoes Avançam na Pesquisa Florestal

O Grupo de Pesquisa de Recuperação de Ecossistemas e Produção Florestal, coordenado pelas Dra. Kenia Michele de Quadros e Dra. Karen Janones da Roch

Pesquisa estuda folha da Amazônia para substituição do mercúrio na extração de ouro

Pesquisa estuda folha da Amazônia para substituição do mercúrio na extração de ouro

Pau-de-balsa é uma espécie florestal nativa da Amazônia e já é utilizada de forma artesanal na Colômbia para extração de ouro.Agora, cinco instituiçõ

Ibama define nova prioridade para enfrentar perdas na biodiversidade e a crise climática

Ibama define nova prioridade para enfrentar perdas na biodiversidade e a crise climática

Neste ano em que completa 35 anos, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) comemora o impacto do trabalho

Gente de Opinião Terça-feira, 23 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)