Porto Velho (RO) sexta-feira, 21 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Conselheiro propõe formato novo na avaliação do ensino


Lúcio Albuquerque

 

A necessidade de um novo formato para a avaliação da eficiência e da eficácia do Ensino, mediante ampla análise de desempenho da ação administrativa, foi um dos assuntos abordados nesta quarta-feira pelo conselheiro substituto Hugo Pessoa, do Tribunal de Contas do Estado, ao abrir o segundo dia do Encontro Técnico promovido pelo TCE-RO, com mais de 50 servidores de órgãos do Estado da área de Educação, quando o tema central foi o Fundeb – Fundo Nacional da Educação Básica.

 

Para o conselheiro Hugo Pessoa, autor de um estudo sobre o assunto com o título O desempenho dos alunos do ensino fundamental dos municípios de Rondônia: uma abordagem a partir dos sistemas de avaliações interna e externa, publicado no site www.tce.ro.gov.br link publicações é necessário um constante acompanhamento para certificar até que ponto os resultados anunciados tenham contribuído efetivamente para a melhora da qualidade do ensino.

 

"Temos de observar indicadores como percentual de recursos aplicados em relação à taxa de rendimento escolar, o que inclui níveis de aprovação, reprovação e abandono e, também, o percentual de docentes com formação superior relacionado com o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica", lembrou o conselheiro.

 

Ele destacou que a proposta de investimentos na educação básica obriga algumas ações de políticas públicas, com destaque para: a) instituição do FUNDEF; b) instituição de um sistema de avaliação nacional do desempenho escolar no âmbito do ensino fundamental; e c) implementação de programas de habilitação e capacitação de professores leigos para atender a exigência do art. 62 da LDB.

Ainda em sua palestra o conselheiro substituto Hugo Pessoa lembrou ser importante a contribuição dos Tribunais de Contas na avaliação de programas governamentais, "não se limitando apenas ao exame do cumprimento dos limites constitucionais   previstos"  para cada elemento orçamentário.

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat