Segunda-feira, 15 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Conferência debate pagamento de serviços a comunidades que preservam Amazônia


Kelly Oliveira
Agência Brasil

Brasília - O pagamento de serviços ambientais às comunidades que vivem na Amazônia por preservarem a região é uma das propostas em debate hoje (19), segundo dia da Conferência dos Povos das Florestas.

O representante do Grupo de Trabalho Amazônico (GTA), Adilson Vieira, afirmou que é preciso universalizar o pagamento de serviços ambientais aos povos da floresta. Ele citou como exemplo o Programa Bolsa-Floresta, pelo governo estadual. "O pagamento por serviços ambientais deve ser uma política para todos os estados".

O coordenador de Mudanças Climáticas do Instituto de Pesquisa Ambiental, Paulo Boutinho, também disse que essas comunidades precisam ser recompensadas por proteger a floresta.

"A gente tem que quebrar a relação perversa entre floresta e infra-estrutura, floresta e aumento de demanda de por commodities e criar um sistema em que a floresta mantida em pé possa trazer tanta renda quanto outros usos da terra."

Para o governado do Amazonas, Eduardo Braga, o que motiva a destruição da floresta com desmatamento e queimadas é a pobreza da população. "Não basta criar unidades de conservação. É preciso dar sustentabilidade, viabilidade econômica, social e tecnológica [às comunidades]. A floresta deixa de ser um empecilho para o desenvolvimento para ser uma alavanca de sustentabilidade do desenvolvimento".

Braga sugeriu que o total de 1 milhão de hectares degradados até 1990 poderiam ser usados para a produção de biocombustível. "O que não é admissível é a plantação em novas áreas". Ele defendeu também o investimento em pesquisa tecnológica, como forma de vencer o desafio do desenvolvimento sócio-econômico-ambiental.

Gente de OpiniãoSegunda-feira, 15 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Ibama define nova prioridade para enfrentar perdas na biodiversidade e a crise climática

Ibama define nova prioridade para enfrentar perdas na biodiversidade e a crise climática

Neste ano em que completa 35 anos, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) comemora o impacto do trabalho

Megaoperação destrói infraestrutura criminosa na Terra Indígena Yanomami

Megaoperação destrói infraestrutura criminosa na Terra Indígena Yanomami

As Forças de Segurança do governo brasileiro estão em ação conjunta ao redor e dentro da Terra Indígena Yanomami para impedir atividades criminosas

Projeto do CIMCERO e TJ-RO amplia estrutura para beneficiar viveiros em Rondônia

Projeto do CIMCERO e TJ-RO amplia estrutura para beneficiar viveiros em Rondônia

A parceria entre o Consórcio Público Intermunicipal de Rondônia (CIMCERO) e o Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia tem incentivado junto as pre

Gente de Opinião Segunda-feira, 15 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)