Porto Velho (RO) sábado, 23 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Comunidades ribeirinhas e quilombolas visitadas pela CAO-INF


Técnicos do Centro de Apoio Operacional da Infância e da Juventude (CAO-INF), a pedagoga Ana Lúcia Cortez de Medeiros e o assessor jurídico Fausto Martuscelli Monteiro, farão parte de uma equipe que envolverá técnicos das Secretarias Estadual do Meio Ambiente (SEDAM) e da Educação (SEDUC), e outros órgãos que durante o período compreendido entre 29 de janeiro a 10 de fevereiro percorrerão o Vale do Guaporé com o objetivo de conhecer a realidade das comunidades ribeirinhas e quilombolas.

O trabalho do Centro de Apoio consiste em realizar um levantamento da oferta dos serviços públicos destinados a estas populações, com ênfase na área da infância e juventude, observando aspectos pedagógicos, atendimento a saúde, bem como as condições físicas das edificações públicas utilizadas nessas atividades.

O convite para essa parceria partiu da Secretaria Estadual de Educação e foi acolhido pelo Diretor do CAO-INF, Procurador de Justiça Rodney Pereira de Paula, que vê nessa oportunidade uma forma de levar orientação técnica e aproximar o Ministério Público das comunidades.

Fonte: CAO-INF/ MPRO

Mais Sobre Meio Ambiente

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE, participaram no auditório da Federação durante dois dias, da 4° etapa da implantação do programa

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

O Brasil tem 790 barragens de rejeitos de minérios, e mais de 300 delas não foram classificadas em relação ao seu risco de rompimento e ao potencial d

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Os R$ 4 milhões também servirão para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gerenciamento de Resíduos SólidosMais uma vitória im

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Ontem (31/01), a Fundação SOS Mata Atlântica deu início à Expedição Paraopeba, que irá percorrer 356 km deste rio, de Brumadinho à Hidroelétrica Retir