Porto Velho (RO) quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Chuvas fortes agravam situação no Amazonas


 
O forte volume de chuvas que tem atingido o Amazonas ameaça piorar a situação de municípios em estado de emergência devido a cheia do Rio Juruá, afluente do Solimões. Na cidade de Eirunepé, a 1.160 quilômetros de Manaus, choveu 47mm em um dia. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a região já registra, em dez dias, cerca de 60% das chuvas esperadas para o mês. A enchente atinge mais de nove mil ribeirinhos em Itamarati, Envira e Eirunepé.

O Inmet prevê que as pancadas de chuva continuarão a atingir as cidades amazonenses neste mês, elevando o nível dos rios. De acordo com a Prefeitura de Itamarati, o Juruá está estável, no entanto, muitas famílias ainda sofrem com o problema. O órgão alugou residências e disponibilizou madeira para os moradores levantarem os assoalhos das casas. No município, plantações de mandioca e banana alagaram.

Em Envira, cerca de duas mil famílias ficaram desabrigadas com a cheia do rio Tarauacá, afluente do Solimões. O rápido aumento no nível do rio também destruiu escolas da área rural do município. O prefeito do município, Rômulo Matos, participou de reunião, nesta terça-feira, com a secretária municipal de Educação, Cleicinete Gomes, para definir a data de início das aulas de 23 escolas atingidas pela enchente. Os alunos devem voltar à sala de aula ainda este mês em prédios alugados pela Prefeitura.

As aulas deveriam ter sido retomadas nesta segunda em igrejas e postos de saúde, mas foram adiadas devido à chuva. A enchente castiga também a cidade de Eirunepé. No município, três mil famílias tiveram as casas invadidas pelas águas do rio Juruá. A área rural da cidade foi a mais atingida. Muitos moradores estão isolados e pescam no próprio quintal. A água da cheia é utilizada para lavar roupa e tomar banho.

(Fonte: De olho no tempo, com informações O Globo)
 

Mais Sobre Meio Ambiente

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE, participaram no auditório da Federação durante dois dias, da 4° etapa da implantação do programa

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

O Brasil tem 790 barragens de rejeitos de minérios, e mais de 300 delas não foram classificadas em relação ao seu risco de rompimento e ao potencial d

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Os R$ 4 milhões também servirão para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gerenciamento de Resíduos SólidosMais uma vitória im

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Ontem (31/01), a Fundação SOS Mata Atlântica deu início à Expedição Paraopeba, que irá percorrer 356 km deste rio, de Brumadinho à Hidroelétrica Retir