Porto Velho (RO) sexta-feira, 21 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Chuva bate recorde em Vilhena (RO)


 
Nuvens carregadas que avançaram do Mato Grosso e do Amazonas chegaram a Rondônia provocando chuva generalizada no sul do Estado. Houve registro de alagamentos em diversos pontos na região de Vilhena.

Daniel Panobianco – Há meses a cidade de Vilhena não registrava uma copiosa chuva, típica desta época do ano, quando normalmente as convecções – chuvas oriundas de calor e umidade – se intensificam no sul da Amazônia. Segundo dados da estação meteorológica automática na cidade operada pelo INMET (Instituto Nacional de Meteorologia), da 0 hora de ontem à 0 hora desta sexta-feira, foram acumulados 96,8 milímetros de chuva, sendo que a pancada mais intensa ocorreu entre as 20 e 21 horas, somando em apenas duas horas, mais de 60 mm. O resultado de tanta chuva em tão pouco tempo foram ruas e avenidas alagadas, principalmente na Zona Oeste da cidade, regiões dos bairros Cristo Rei, Bodanese e São João. As estradas vicinais do município também ficaram com o tráfego comprometido devido aos alagamentos e transbordamento de córregos e igarapés. Também choveu com intensidade ao longo da rodovia que liga aos demais municípios do Cone Sul de Rondônia como Colorado d’Oeste, Cerejeiras e Corumbiara. Em média, a climatologia de chuvas em Vilhena para todo o mês de novembro é de 216 mm; O acumulado somente nos 5 primeiros dias do mês já chega aos 123,4 mm. O maior volume de chuva acumulado na mesma estação em um período de 24 horas era de 44,4 mm, registro no dia 27 de janeiro deste ano. Desde que a estação foi aberta em julho do ano passado, a maior chuva em 24 horas era de 83,6 mm registrados no dia 6 de novembro. A previsão, segundo o CPTEC/INPE (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos) do (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) é de mais chuva nos próximos dias na região de Vilhena, com volumes que podem superar os 100 mm nos próximos 5 dias.

Dados: INMET – CPTEC/INPE
Fonte: De olho no tempo

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat