Terça-feira, 23 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Café será tema de seminário em Cacoal


Acontece entre os dias 29 e 30 deste mês, no auditório do campus da UNIR em Cacoal, o primeiro seminário “Rondônia Café: Produtividade e Qualidade”. O evento busca definir propostas conjuntas para o desenvolvimento sustentável do agronegócio do café em Rondônia e vai reunir alguns dos maiores especialistas do Brasil, vindos de instituições como o Instituto Agronômico de Campinas (IAC-SP) e da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig/BH). O público-alvo do encontro são pequenos, médios e grandes cafeicultores, organizados ou não em associações, lideranças rurais, técnicos em extensão rural, pesquisadores, empresários e investidores na área.

A Secretaria de Estado da Agricultura, Produção e do Desenvolvimento Econômico e Social (SEAPES) promove o encontro, em parceria com a Embrapa Rondônia e o Conselho Brasileiro de Pesquisa e de Desenvolvimento do Café, que é coordenado a partir de Brasília pela Embrapa Café e reúne 40 instituições de pesquisa e desenvolvimento nesta área. Entre os principais nomes que estarão em novembro em Cacoal figuram os cientistas Paulo Tácito Gontijo Guimarães, da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig/BH), e Bernardo van Raij, do Instituto Agronômico de Campinas (IAC-SP), ligado à Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo.

Graduado em Agronomia pela Universidade Federal de Viçosa (MG), com especialização em Fertilidade de Solos e Nutrição Vegetal pela Universidade Complutense de Madrid, Paulo Gontijo é mestre em Zootecnia também por Viçosa e doutorado em Agronomia pela Universidade de São Paulo. Com mais de 100 artigos e pesquisas científicas publicadas, pesquisa atualmente as áreas de solo e nutrição do cafeeiro.

Bernardo van Raij possui doutorado pela Cornell University (EUA) e também pela USP, além de pós-doutorado pela Agricultural University of Wageningen (Alemanha). Dedica-se à diagnose de nutrientes e de elementos tóxicos em plantas e solos, correção e adubação, química ambiental e à avaliação agronômica de fertilizantes, na condição de pesquisador voluntário do IAC.

“O esforço para trazer a Rondônia estes e outros cientistas de alto nível inclui-se no bojo da formulação, em julho, do Programa Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento em Café e também visa ampliar as fronteiras do mercado externo para nossa produção, que já possui ilhas de excelência mas tem um longo caminho a percorrer em busca de melhores índices de produtividade e qualidade”, destacou o secretário titular da Agricultura, Marco Antonio Petisco. As inscrições para o seminário podem ser feitas a partir desta semana nos escritórios da Emater em todo o Estado e também na sede da Embrapa na capital.

Fonte: Decom

Gente de OpiniãoTerça-feira, 23 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

EcoCast: série especial discute os desafios e oportunidades do mercado de carbono no Brasil

EcoCast: série especial discute os desafios e oportunidades do mercado de carbono no Brasil

Você sabe o que são os famosos créditos de carbono? E como eles funcionam, você sabe? Na série especial “Carbono: desafios e oportunidades” recebemos

Inovação e Sustentabilidade em Rondônia: UNIR e Eletrogoes Avançam na Pesquisa Florestal

Inovação e Sustentabilidade em Rondônia: UNIR e Eletrogoes Avançam na Pesquisa Florestal

O Grupo de Pesquisa de Recuperação de Ecossistemas e Produção Florestal, coordenado pelas Dra. Kenia Michele de Quadros e Dra. Karen Janones da Roch

Pesquisa estuda folha da Amazônia para substituição do mercúrio na extração de ouro

Pesquisa estuda folha da Amazônia para substituição do mercúrio na extração de ouro

Pau-de-balsa é uma espécie florestal nativa da Amazônia e já é utilizada de forma artesanal na Colômbia para extração de ouro.Agora, cinco instituiçõ

Ibama define nova prioridade para enfrentar perdas na biodiversidade e a crise climática

Ibama define nova prioridade para enfrentar perdas na biodiversidade e a crise climática

Neste ano em que completa 35 anos, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) comemora o impacto do trabalho

Gente de Opinião Terça-feira, 23 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)