Porto Velho (RO) domingo, 17 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Brigadas Voluntárias recebem treinamento


Com a aproximação do verão amazônico e a chegada da estiagem, agricultores que residem nos reassentamentos construídos e entregues pela concessionária Santo Antônio Energia, estão recebendo treinamento de combate inicial a incêndios rurais. A iniciativa acontece pelo segundo ano consecutivo. Em 2012, foram formados 26 brigadistas dos reassentamentos de São Domingos e Riacho Azul, na margem esquerda do rio Madeira; Morrinhos e Santa Rita, na margem direita.

A segunda turma de voluntários está concluindo o curso esta semana e tiveram, além das aulas ministradas por militares do Corpo de Bombeiro, a participação dos brigadistas qualificados na primeira turma, que auxiliaram nas aulas e aproveitaram para atualizar conhecimentos.

O responsável pela formação dos brigadistas é o técnico da Santo Antônio Energia, Dario Campana de Morais. Segundo ele, o objetivo deste treinamento “em primeiro lugar, a Brigadas Voluntárias recebem treinamento - Gente de Opiniãoeducação. Estamos transmitindo a estas pessoas informações para que, aos poucos, deixem a cultura de usar o fogo para a queima de lixo ou limpeza de pasto, utilizando práticas alternativas. Em seguida, a prevenção, evitando as queimadas desnecessárias, principalmente na época da estiagem, quando qualquer e toda prática desta natureza [queimada] pode sair de controle”.

Dario complementa que outra função do treinamento é equipar e qualificar os moradores para os primeiros combates às possíveis queimadas e incêndios rurais, que poderão atingir as propriedades dos reassentados. “O treinamento da brigada voluntária é importante para preparar os produtores rurais para terem êxito no combate às chamas e para que não sofram acidentes”. No curso aprendem também as práticas de primeiros socorros, em acidentes ocorridos no combate a incêndios e também em outras situações do dia a dia nas propriedades rurais.

O curso de brigadistas voluntários faz parte das ações do Programa de Gestão Sócio-Patrimonial, que tem como objetivo coibir o uso inadequado das áreas patrimoniais do entorno do reservatório da Usina Hidrelétrica Santo Antônio e que formam a Área de Proteção Permanente (APP).

 Fonte:  José Carlos Sá

 

 

 

 

Mais Sobre Meio Ambiente

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE, participaram no auditório da Federação durante dois dias, da 4° etapa da implantação do programa

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

O Brasil tem 790 barragens de rejeitos de minérios, e mais de 300 delas não foram classificadas em relação ao seu risco de rompimento e ao potencial d

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Os R$ 4 milhões também servirão para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gerenciamento de Resíduos SólidosMais uma vitória im

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Ontem (31/01), a Fundação SOS Mata Atlântica deu início à Expedição Paraopeba, que irá percorrer 356 km deste rio, de Brumadinho à Hidroelétrica Retir