Porto Velho (RO) segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Brasileiro criou o ciclo vicioso do fogo


 
Por Mario Mantovani

A queimada de florestas para abrir espaço para os plantios ainda é, infelizmente, uma prática cultural muito comum no Brasil. O hábito está presente do caboclo que não tem recurso e usa o fogo para suprir a falta de ferramentas aos grandes proprietários de terra que tentam diminuir os custos ou até na vida de quem mora na cidade, limpa o quintal e põe fogo para "limpar" a sujeira.

Diferentemente dos índios, que queimavam uma área em uma estação e depois se mudavam para outra região e permitiam que a primeira se regenerasse,agora a queimada continua no mesmo local ano após ano, criando o ciclo vicioso do fogo. O solo vai ficando mais exposto, a área não se recupera e logo mais outro pedaço de floresta pode ser queimado para abrir uma nova frente para a plantação. A escala é progressiva e lamentável. E a Lei de Queimadas até prevê responsabilidades, mas o poder público não tem condições de fiscalizar e de indicar os culpados. Por isso, precisamos de uma mudança de atitude, única solução para garantir a proteção dos nossos recursos naturais, tão necessários para todos quanto os alimentos produzidos nos ricos solos brasileiros.

(Fonte: De olho no tempo, com informações O Estado de São Paulo)
 

Mais Sobre Meio Ambiente

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/RO participam da 4º etapa de implantação do Programa ECOS de Sustentabilidade

Colaboradores do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE, participaram no auditório da Federação durante dois dias, da 4° etapa da implantação do programa

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

Barragens de minérios: Onde estão as outras com alto potencial de estrago ou alto risco

O Brasil tem 790 barragens de rejeitos de minérios, e mais de 300 delas não foram classificadas em relação ao seu risco de rompimento e ao potencial d

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Porto Velho: Prefeitura destrava recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Os R$ 4 milhões também servirão para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gerenciamento de Resíduos SólidosMais uma vitória im

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Brumadinho: Qualidade da água do rio Paraopeba é considerada ruim. Veja as imagens

Ontem (31/01), a Fundação SOS Mata Atlântica deu início à Expedição Paraopeba, que irá percorrer 356 km deste rio, de Brumadinho à Hidroelétrica Retir