Porto Velho (RO) quarta-feira, 8 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Bancada da Amazônia ouve de Minc que meta é desmatamento zero



O Ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc informou nesta quinta-feira(19)  à parlamentares da Bancada da Amazônia, que irá intensificar as ações  de combate à degradação ambiental na região amazônica.  Entre as medidas imediatas a serem tomadas estão a utilização de bombeiros e batalhões florestais de vários estados, que ajudarão na prevenção e controle do desmatamento das florestas e matas na Amazônia.

De acordo com Minc, 16 governadores já colocaram seus efetivos à disposição do ministério. Além dessa ajuda, a Pasta conseguiu também, o comprometimento do ministro da Justiça, Tarso Genro, na cessão de homens da Força Nacional de Segurança para apoiarem o trabalho de fiscalização e controle do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) nas unidades de conservação brasileiras.

"Nossa meta é de desmatamento zero. Mas, para tanto, precisamos de meios para que essa meta se efetive. Por isso recorri à participação das Forças Armadas no combate. Os militares podem dar apoio logístico e, com a Polícia Federal, dar segurança aos fiscais do Ibama, transportando-os rapidamente até os locais onde for detectado desmatamento", ressaltou.

Para o Coordenador da Bancada de Rondônia, deputado Eduardo Valverde (PT), a ação de repressão tem que ser encarada como um primeiro passo, mas, sem deixar de empreender medidas de políticas públicas para o desenvolvimento sustentável, não só de seu estado, mas de toda a região amazônica.  Rondônia, está entre os estados com maiores índices(38%), sendo os municípios de Porto Velho e Nova Mamoré os mais desmatados de toda a Amazônia.

Em resposta à preocupação de Valverde, em se aproveitar as riquezas a região, aliando desenvolvimento sustentável e preservação,  Minc disse que haverá investimentos em ciência e tecnologia. Há uma grande preocupação do ministério no aproveitamento dos recursos naturais, tão visados pelas indústrias farmacológicos e medicinais.

Licenciamento Ambiental_ Outra característica diferenciada à frente do ministério do Meio Ambiente, será a agilidade na liberação das licenças ambientais. Carlos Minc disse que as licenças serão simplificas e mais rápidas. Para tanto, o Ibama divulgará um pacote de medidas que será importante nesse processo, que permitirá reduzir pela metade o tempo de análise para a emissão de licenças. Hoje, para cada etapa do licenciamento o órgão levava no mínimo um ano.

Fonte: Leila Denise

Mais Sobre Meio Ambiente

Ji-Paraná: prefeitura encerra atividade no lixão e passa a utilizar aterro sanitário

Ji-Paraná: prefeitura encerra atividade no lixão e passa a utilizar aterro sanitário

A Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia), encerrou nesta segunda feira (06), as atividades no lixão munic

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Um acordo no valor de R$ 2,7 milhões homologado pela Justiça do Trabalho em Ji-Paraná/RO beneficiará projetos sustentáveis que visam o tratamento e re

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

O rio Madeira atingiu na segunda-feira (9) a cota de 15,24 metros, um pouco acima da média (15 metros), mas longe de uma enchente como a registrada em

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

O prefeito Hildon Chaves se reuniu no Prédio do Relógio (sede do poder executivo) na manhã desta segunda-feira (09), acompanhado do secretário adjunto