Porto Velho (RO) quarta-feira, 1 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Bahia sai na frente no Nordeste como Estado Amigo da Amazônia



Governador Jaques Wagner assina termo de compromisso com o Greenpeace para banir madeira de origem ilegal e predatória das obras públicas da região.

O Estado da Bahia deu um importante passo no combate ao desmatamento na Amazônia e às mudanças climáticas no Brasil. O governador Jaques Wagner (PT-BA) assinou o Termo de Compromisso pelo Futuro da Floresta, aderindo ao programa Estado Amigo da Amazônia, do Greenpeace.

O programa Estado Amigo da Amazônia prevê a criação de leis locais que eliminem madeira ilegal e de desmatamento de todas as compras e obras públicas dos estados, além do estabelecimento de ações efetivas de controle e fiscalização do fluxo e da comercialização de madeira nativa (não apenas amazônica) no território baiano. Com isso, o programa deve ajudar a criar condições de mercado para a madeira produzida de forma responsável e sustentável na Amazônia.

“Para nós, é um orgulho sermos o segundo Estado amigo da Amazônia. Nós seremos vitoriosos quando conseguirmos mexer no bolso daqueles que ganham com o desmatamento”, afirmou o governador, após a solenidade. “Quando o protocolo que normatiza a fiscalização e a compra de madeira estiver pronto, aumentaremos o contingente de policiais ambientais no Estado.”

Atualmente, entre 60% e 64% da madeira extraída na floresta amazônica são consumidos no mercado brasileiro e o restante é destinado à exportação (entre 36% e 40%). Cerca de 80% dessa produção tem origem ilegal e predatória. O Greenpeace estima que 1/3 do consumo interno seja praticado por compradores públicos, entre eles municípios, estados e os próprios órgãos do governo federal.

“As mudanças climáticas já estão causando impactos na Bahia e no Nordeste. O maior vilão é o desmatamento de nossas florestas. Hoje a Bahia dá um importante passo nesta luta que tem como objetivo final garantir o desenvolvimento sustentável do estado e a sobrevivência das futuras gerações”, comenta Marcelo Furtado, diretor de campanhas do Greenpeace.

O compromisso foi assumido por ocasião da II Conferência Estadual de Meio Ambiente da Bahia, cujo tema é “Mudanças Climáticas, Território e Sociedade”, no Centro de Convenções da Bahia, e contou participação do Secretário Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Juliano Matos (PV-BA) e de Renato Cunha, do Grupo Ambientalista da Bahia (Gamba). O Gamba atuará como membro da comissão técnica de trabalho, instituída no próprio termo de compromisso assinado hoje, para garantir a implementação do programa no estado, da mesma forma que vem colaborando na implantação do programa Cidade Amiga da Amazônia, na prefeitura de Salvador.

“Com essas ações de fiscalização em estradas e depósitos pretendemos que o estado garanta ao consumidor final a disponibilidade de madeira de origem legal no mercado baiano. Dessa forma, poderemos também ser Cidadãos Amigos da Amazônia”, explica Renato Cunha, do Gamba.

Outros Estados e Cidades Amigos da Amazônia

Atualmente o programa Cidade Amiga da Amazônia conta com a participação de 37 municípios, localizados nos principais mercados consumidores de madeira nativa do país, entre eles capitais como: São Paulo, Porto Alegre, Salvador, Recife, Fortaleza e Manaus.

“Esperamos que com a ajuda de nossos parceiros do Gamba o sucesso do programa sirva de inspiração para que outros estados nordestinos se tornem Amigos da Amazônia” reforça Adriana Imparato, coordenadora do Programa Estado Amigo da Amazônia.

O estado de São Paulo foi o primeiro estado brasileiro a aderir ao programa Estado Amigo da Amazônia, do Greenpeace e também o primeiro a apoiar o Pacto pela Valorização da Floresta e pelo Fim do Desmatamento na Amazônia.

Até o final de 2008 estão previstas adesões de outros 3 estados ao Programa: Rio de Janeiro, Minas Gerais e Acre.

Fonte: Rios Voadores com informações do Greenpeace

 

Mais Sobre Meio Ambiente

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Acordo de R$ 2,7 milhões na Justiça do Trabalho viabilizará projetos sustentáveis em Presidente Médici/RO

Um acordo no valor de R$ 2,7 milhões homologado pela Justiça do Trabalho em Ji-Paraná/RO beneficiará projetos sustentáveis que visam o tratamento e re

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

Rio Madeira ultrapassa os 15 metros, dois a menos que em 2019, afirma Defesa Civil

O rio Madeira atingiu na segunda-feira (9) a cota de 15,24 metros, um pouco acima da média (15 metros), mas longe de uma enchente como a registrada em

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

Prefeitura de Porto Velho alinha medidas para a realização do Amazônia + 21

O prefeito Hildon Chaves se reuniu no Prédio do Relógio (sede do poder executivo) na manhã desta segunda-feira (09), acompanhado do secretário adjunto

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Policiais Militares do Batalhão Ambiental participam de oficina sobre Crimes Ambientais de Menor Potencial Ofensivo

Sessenta Policiais Militares do Batalhão de Polícia Ambiental, de todo o Estado, participaram na manhã desta sexta-feira (28/2) da Oficina sobre