Porto Velho (RO) quinta-feira, 20 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Alemanha vedete da semana ambiental



A Onu que proclamou 2011 como o Ano Internacional das Florestas escolheu a India, um dos países fortes dos Brics para sediar o Dia Mundial do Meio Ambiente em uma quantidade de eventos sustentáveis que deverá sacudir o planeta no rumo da biodiversidade ambiental.

Por razões políticas e estratégicas , um pais europeu, que é uma das maiores potencias mundiais ,no caso a Alemanha acaba de roubar a cena ambiental justamente na semana proclamada para ser a Semana Mundial do Meio Ambiente .

Premida pelas circunstancias políticas internas a primeira ministra Angela Merkel , receosa com o crescimento exponencial dos Verdes Alemães,anunciou ao mundo que vai desativar todas as usinas nucleares até o ano de 2022.

A força da campanha dos partidos verdes alemães que são referencia mundial tem catapultado a campanha que está sendo repercutida por veículos e entidades em todo o mundo, inclusive este Ecoturismo , com manchetes nucleares, está mudando e vai mudar a cara do mundo energético nos próximos anos.

Esta posição de uma nação como a Alemanha , baseado inclusive em fatos como os ocorrido em Fukushima no Japão, deve desencadear uma série de ações e tomadas de posições rumo as energias renováveis e total transformação da Economia do planeta que deverá ser cada vez mais verde e menos atomizada.

A premie alemã aposta na desativação das centrais nucleares até o ano 2022 e vai mudar a cara dos investimentos na matriz energética européia e vai duplicar a parcela de energia gerada pelas fontes renováveis como a hidráulica,eólica e solar,com injeção de grandes turbinas de vento em alto mar,atingindo a capacidade de até 35 por cento, ou quase a metade da atual matriz para as limpas.

O pais europeu vai lutar para manter a meta de redução de emissão de gases de efeito estufa , já que a Agencia Internacional de Energia informa o aumento para 5 por cento em 20l0 o que eleva os índices do aquecimento global.

A briga para manter o mundo mais equilibrado continua na Europa, na India, na Asia e nas Américas e o anuncio europeu alemão soa como uma bomba relógio e que deve despertar as consciências e os bolsos daqueles que enxergam que o mundo só caminha com a força dos metais .

Fim das Usinas Nucleares já é a bandeira de luta de todos nós que cremos numa mudança energética antes do Apocalipse now

Fonte: Hércules Góes,ativista e jornalista ambiental,diretor fundador do Jornal ,Revista e TV Ecoturismo ,advogado militante,mestrando em direito ambiental é um dos líderes da campanha brasileira pelo Fim das Usinas Nucleares


 

Mais Sobre Meio Ambiente

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

SP corre risco de enfrentar crise hídrica mais grave que a de 2014

O Sistema Cantareira, que abastece parte da capital paulista e da Região Metropolitana, estava com quase 60% da capacidade um ano antes da crise de 20

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Novo marco legal do saneamento gera polêmica no setor

Agentes reguladores estão avaliando a medida provisória

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Parque Ecológico Municipal recebe plantio de Ipê e Flamboyant

Um grupo de 30 crianças da Fundação JiCred plantou mudas de ipê e flamboyant no Parque Ecológico Municipal. A ação foi realizada pelo Sistema Cooperat