Segunda-feira, 15 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Aguaceiros causam transtornos no interior de Rondônia


O sábado foi marcado por intensos temporais em diversos pontos do Estado. Em algumas cidades houve estragos devido à força do vento e da enxurrada.

Daniel Panobianco - O inicio da estação chuvosa começa a todo vapor em Rondônia. Não há canto nenhum desse Estado que esteja imune dos temporais severos e dos prejuízos provocados pela adversidade do tempo. E é nessa época do ano em que as lojas de materiais de construção mais lucram, principalmente com a venda de telhas, que são danificadas pelos vendavais. Só na semana que se finda, oito municípios foram atingidos pelos temporais, alguns com registros de estragos causados pela força do vento como Ji-Paraná, Cacoal e Porto Velho.

Neste sábado, o intenso calor logo nas primeiras horas do dia e a umidade relativa do ar elevada, já indicavam que a parte da tarde seria de chuvas e trovoadas em muitos pontos. Na capital, por exemplo, às 8 horas, os termômetros já indicavam 29°C de temperatura, segundo dados de METAR.

Pouco tempo depois do meio-dia, a chuva caiu com intensidade moderada sobre Porto Velho, principalmente na Zona Norte. Alguns bairros registraram alagamentos de ruas e avenidas. Os mesmos dados de METAR do aeroporto Governador Jorge Teixeira, indicaram rajadas de ventos.

Entre as 15 e 16 horas, as nuvens fecharam o tempo mais uma vez no centro-sul do Estado. A cidade que Cacoal, que ainda está se recuperando do temporal de quinta-feira, mais uma vez foi atingida por chuvas fortes. Alguns bairros tiveram fortes enxurradas e igarapés transbordaram rapidamente isolando famílias. O sistema hidroestimador de precipitação do CPTEC/INPE indicou às 16 horas (local), núcleos de chuva sobre a cidade de até 50 milimetros por hora, o que é considerado muito forte.

A mesma célula de tormentas que atingiu Cacoal deslocou-se para o interior dos municípios de Ministro Andreazza e Presidente Médici, também provocando muita chuva, ventos fortes e grande atividade elétrica (raios). Por volta das 18 horas, o núcleo mais intenso já estava no município de Ji-Paraná causando chuva por demais localizada e intensa nas imediações do Distrito de Nova Colina. O nível do rio Leitão, entre Presidente Médici e Ji-Paraná subiu quase um metro em questão de horas, dificultando o trânsito em algumas linhas da região.

No oeste do Estado, Costa Marques e o Distrito de Surpresa, ao sul de Guajará-Mirim, também não ficaram livres das fortes chuvas. Na região do Forte Príncipe da Beira, em Costa Marques, os mesmos hidroestimadores de chuva colocaram pancadas entre 35 e 50 mm/h.
No Cone Sul, a cidade de Vilhena também registrou pancadas fortes de chuva em praticamente todos os bairros. A temperatura máxima que alcançou 29°C, pouco depois das 18 horas, já havia despencado para 21°C. Na hora do temporal, o volume de água foi tanto, que a visibilidade horizontal no aeroporto local foi restrita a 2000 metros.

Gente de OpiniãoSegunda-feira, 15 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Ibama define nova prioridade para enfrentar perdas na biodiversidade e a crise climática

Ibama define nova prioridade para enfrentar perdas na biodiversidade e a crise climática

Neste ano em que completa 35 anos, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) comemora o impacto do trabalho

Megaoperação destrói infraestrutura criminosa na Terra Indígena Yanomami

Megaoperação destrói infraestrutura criminosa na Terra Indígena Yanomami

As Forças de Segurança do governo brasileiro estão em ação conjunta ao redor e dentro da Terra Indígena Yanomami para impedir atividades criminosas

Projeto do CIMCERO e TJ-RO amplia estrutura para beneficiar viveiros em Rondônia

Projeto do CIMCERO e TJ-RO amplia estrutura para beneficiar viveiros em Rondônia

A parceria entre o Consórcio Público Intermunicipal de Rondônia (CIMCERO) e o Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia tem incentivado junto as pre

Gente de Opinião Segunda-feira, 15 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)