Porto Velho (RO) sexta-feira, 1 de julho de 2022
×
Gente de Opinião

Meio Ambiente

Agricultores do projeto de assentamento Joana D’Arc utilizam práticas agroecológicas


 
A equipe do Programa de Assessoria Técnica, Social e Ambiental à Reforma Agrária (Ates) do Incra, que atua nos Projetos de Assentamento (PA) Joana D’Arc I, II e III, está utilizando práticas agroecológicas com os produtores rurais. Entre as atividades têm destaque a produção de composto orgânico, biofertilizantes, o controle alternativo de praAgricultores do projeto de assentamento Joana D’Arc utilizam práticas agroecológicas  - Gente de Opiniãogas e doenças e incentivos ao uso de sementes tradicionais.

“A perspectiva de incorporar cuidados com o ambiente e com os problemas sociais enfoca não somente a produção, mas também a sustentabilidade ecológica”, afirmou o engenheiro agrônomo do Ates/Emater, Janderson Dalazen, que lidera o trabalho nas comunidades.

O momento atual é o de sensibilização dos agricultores familiares pra a importância e vantagens da transição do modelo tradicional de agricultura para o agroecológico. Os técnicos estão utilizando experiências como a produção de alimentos sem agrotóxicos, a utilização de leguminosas consorciadas com lavouras e algumas hortas do projeto de Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (PAIS). Além disso, cursos estimulam o associativismo e o trabalho coletivo.


Agroecologia em áreas impactadas pelas usinas

A equipe do Ates/Emater busca implantar uma horta agroecológica para a segurança alimentar das famílias que estão em áreas impactadas pelas usinas hidrelétricas de Porto Velho, como é o caso dos PA’s Joana D’Arc, além de um viveiro comunitário para a produção de mudas de espécies frutíferas e florestais, com o propósito de recuperar áreas degradadas através de sistemas agroflorestais.

O projeto foi elaborado de forma participativa com a Associação de Produtores da Agricultura Familiar (ASPAF), do PA Joana D’Arc III, e submetido a uma seleção pública para financiamento, já tendo sido aprovado na primeira fase. Para Dalazen, estratégias que visem recuperar danos ambientais e também produzir alimentos são “importantes ferramentas para evitar o êxodo rural e garantir a sustentabilidade do agroecossistema”.

Fonte: Jeanne Machado
 

Mais Sobre Meio Ambiente

Porto Velho e mais 23 capitais de estados brasileiros ganham Centrais de Logística Reversa de Eletroeletrônicos

Porto Velho e mais 23 capitais de estados brasileiros ganham Centrais de Logística Reversa de Eletroeletrônicos

Com o objetivo de aprimorar a logística reversa no Brasil, a ABREE – Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos, ju

Premiação do 2º Concurso de Desenho Infantil é entregue aos vencedores

Premiação do 2º Concurso de Desenho Infantil é entregue aos vencedores

Preservar o hoje pensando no amanhã, foi com esse pensamento que o pequeno Jocélio Junior Moraes Araújo, de 9 anos, confeccionou o desenho que garanti

Porto Velho: divulgados os vencedores do 2º Concurso de Desenho Infantil

Porto Velho: divulgados os vencedores do 2º Concurso de Desenho Infantil

O resultado do 2º Concurso de Desenho Infantil, realizado como parte das comemorações da Semana do Meio Ambiente, foi divulgado pela Prefeitura nest

Ecoliga promove live Diálogo Sustentável, sobre boas práticas de sustentabilidade, no dia 21 de junho

Ecoliga promove live Diálogo Sustentável, sobre boas práticas de sustentabilidade, no dia 21 de junho

No mês do meio ambiente, o Tribunal de Justiça de Rondônia, juntamente com o Ministério Público do Estado (MPRO), Ministério Público do Trabalho em