Porto Velho (RO) sábado, 7 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

Hidrelétricas do Madeira

USINAS: Marina pede a Fátima Cleide que mobilize bancada


A concessão de licença prévia para as hidrelétricas do Madeira foi anunciada hoje pela ministra Marina Silva (Meio Ambiente) e pelo presidente do Ibama, Bazileu Alves Margarido. A informação foi repassada pela ministra à senadora Fátima Cleide, por telefone, há poucos minutos.
"Esta é sem dúvida uma notícia importante, aguardada por todos nós, pela sociedade de Rondônia. Os termos da licença estão neste momento sendo apresentados à imprensa. Acredito que, com esta notícia, o cronograma do setor elétrico para evitar falta de energia no País não será prejudicado", diz a senadora.
Além da licença prévia, para que a usina comece a funcionar são necessárias outras duas licenças, a de instalação, para dar início às obras, e a de operação, para seu funcionamento.
A ministra Marina Silva pediu à senadora para mobilizar a bancada de Rondônia e parlamentares da região amazônica para um encontro na manhã desta terça-feira, no Senado, para falar sobre o assunto.  
As duas usinas – em Santo Antonio e Jirau – irão gerar quase 7 mil MW de energia, e cada uma tem custo aproximado de R$ 10 bilhões. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social(BNDES) estudar participação acionária no empreendimento, e diversos consórcios já se mostram interessados na disputa do leilão, que o Ministério das Minas e Energia espera realizar ainda este ano.
"Com as usinas, Rondônia dará uma contribuição importante ao desenvolvimento do País. No entanto, precisamos estar atentos a todos os passos do projeto, para que a população de nosso Estado não seja prejudicada. Todos os programas previstos no Relatório de Impacto Ambiental produzido pelo consórcio Furnas-Odebrecht são importantes, tratam de questões diversas, como a saude, geração de emprego, minimização dos impactos de desmatamento para a instalação dos canteiros de obras, da educação e capacitação de pessoas que serão atingidas pelos empreendimentos. Todos nós, representantes da população no Congresso Nacional e a própria sociedade, devem acompanhar estes programas com clareza e transparencia", diz Fátima.   
O  Ibama estabeleceu condicionantes ao empreendedor para que o processo seja finalizado, mas que "não comprometem sua realização".Entre as condicionantes estão, por exemplo, a criação de programas para acompanhamento da sedimentação, medição periódica da concentração de mercúrio e acompanhamento do período de reprodução dos peixes.
Fonte: Mara Paraguassu

Mais Sobre Hidrelétricas do Madeira

Iniciadas as obras de proteção das margens do rio na região da Madeira-Mamoré

Iniciadas as obras de proteção das margens do rio na região da Madeira-Mamoré

A população de Porto Velho pode comemorar o início das obras que fazem parte do importante projeto de revitalização do complexo da Estrada de Ferro

Hidrelétrica Santo Antônio completa quatro anos de geração

Hidrelétrica Santo Antônio completa quatro anos de geração

Porto Velho, março de 2016.Dia 30 de março marca os quatro anos desde o início de geração da Hidrelétrica Santo Antônio, localizada no rio Madeira, em

Estudantes de engenharia elétrica do acre visitam Jirau

O canteiro de obras da Usina Hidrelétrica Jirau foi cenário de estudo dos estudantes do primeiro período do curso de Engenharia Elétrica da Universida

Governo faz mega desapropriação em Belo Monte

BRASÍLIA – A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) formalizou na última terça-feira (3) a última desapropriação de terras para a construção da