Porto Velho (RO) sexta-feira, 7 de agosto de 2020
×
Gente de Opinião

Hidrelétricas do Madeira

USINAS DO MADEIRA: Consultoria de MG pesquisa mercado


A emissão da licença prévia para o início das obras da Usina Hidrelétrica de Santo Antonio já começa a atrair empresas de consultoria interessadas em prospectar oportunidades de mercado para seus clientes.

É o caso da Finance Engenharia de Negócios, sediada em Belo Horizonte (MG), que elabora projetos de desenvolvimento tecnológico e inovação, procedimentos aduaneiros, auditorias e perícias de engenharias financeiras e contábeis, planejamento tributário e projetos de financiamento para empresas como Alstom (multinacional francesa do setor elétrico, que já atua em Rondônia no programa Luz para Todos, que deve levar energia elétrica a 14 mil propriedades rurais até 2008), Kuttner do Brasil Empreendimentos Siderúrgicos (representante de altos-fornos fabricados na Alemanha), Voest-Alpine Siemens (metalurgia e eletroeletrônica) e Wurth (insumos industriais).

"Estamos focando nosso trabalho a partir de agora na avaliação de mercado para empresas que trabalham com metalurgia, especificamente estruturas metálicas. A tarefa principal, neste momento, é colher informações para ser tomada uma decisão: se as peças serão trazidas da região Sul prontas para montagem ou se será possível instalar uma unidade de processamento dos lingotes de alumínio e ferro para a efetiva produção, montagem e execução de projetos aqui em Rondônia, desde lotes fechados de peças avulsas até galpões e outras instalações industriais de grande porte", explica a analista de pesquisa e meio ambiente da Finance, Marilac Gomes Lana, que visitou a capital durante toda a semana nesse trabalho inicial de prospecção.

"Trabalhamos com a perspectiva de atrair o maior número possível de empresas que possam agregar valor às diversas cadeias produtivas que serão articuladas a partir do leilão da usina, que está marcado para o próximo mês de outubro", afirma o secretário de Estado da Agricultura, Produção e do Desenvolvimento Econômico e Social, Marco Antonio Petisco.

Para exemplificar a magnitude dos investimentos que serão feitas nas UHEs do Complexo do Madeira, Petisco cita dados da própria Furnas Centrais Elétricas, segundo os quais apenas o cimento a ser utilizado nas obra equivale ao volume que seria consumido para a construção de 14 estádios do porte do Maracanã (RJ): "Cimento, brita, ferro e areia, todos têm estimativa de consumo na casa dos milhões de toneladas. Pela projeção destes que são os insumos básicos da obra, pode-se avaliar a extensão do trabalho que está por vir, para todos nós", resume Petisco.

Fonte: A/I SEAPES - Decom 

Mais Sobre Hidrelétricas do Madeira

Iniciadas as obras de proteção das margens do rio na região da Madeira-Mamoré

Iniciadas as obras de proteção das margens do rio na região da Madeira-Mamoré

A população de Porto Velho pode comemorar o início das obras que fazem parte do importante projeto de revitalização do complexo da Estrada de Ferro

Hidrelétrica Santo Antônio completa quatro anos de geração

Hidrelétrica Santo Antônio completa quatro anos de geração

Porto Velho, março de 2016.Dia 30 de março marca os quatro anos desde o início de geração da Hidrelétrica Santo Antônio, localizada no rio Madeira, em

Estudantes de engenharia elétrica do acre visitam Jirau

O canteiro de obras da Usina Hidrelétrica Jirau foi cenário de estudo dos estudantes do primeiro período do curso de Engenharia Elétrica da Universida

Governo faz mega desapropriação em Belo Monte

BRASÍLIA – A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) formalizou na última terça-feira (3) a última desapropriação de terras para a construção da