Porto Velho (RO) segunda-feira, 16 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Hidrelétricas do Madeira

Usina Jirau apresenta ações de Vigilância em Saúde e Segurança do Trabalho



Na reunião da Comissão de Acompanhamento e Gestão do Programa de Saúde Pública, realizada esta semana na Secretaria Municipal Extraordinária de Programas Especiais (Semepe), representantes da Energia Sustentável do Brasil (concessionária da Usina Jirau) apresentaram dados estatísticos e resultados de ações que envolvem Gestão de Segurança, Saúde, Meio Ambiente e Responsabilidade Social; além de ações de Vigilância em Saúde e Plano de Controle da Malária.

Tendo o Programa de Saúde Pública como principal objetivo estabelecer medidas que permitam o monitoramento e a prevenção de doenças, a Usina Jirau já investiu mais de R$ 700 mil apenas no Plano de Controle da Malária, que possui uma rubrica de mais de R$ 5 milhões. Esse primeiro montante foi gasto na aquisição de equipamentos, materiais e ações no combate à doença. O Programa ainda engloba o Plano de Vigilância Epidemiológica, que conta com cerca de R$ 7 milhões para controle de outras endemias.

Também nesta semana, um novo grupo, formado por Energia Sustentável, Secretaria Municipal de Saúde e Construtora Camargo Corrêa, estabeleceu um cronograma de ações em educação e saúde, cujas atividades serão realizadas no mês de fevereiro na área de influência direta e indireta da Usina Jirau.

A Comissão de Acompanhamento é formada por representantes da Energia Sustentável do Brasil, Santo Antônio Energia, Secretaria Estadual de Saúde, Semepe, Conselhos Municipal e Estadual de Saúde, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e do Ministério da Saúde. O grupo se reúne periodicamente para discutir as ações dos Programas de Saúde Pública das usinas do Complexo Hidrelétrico do Rio Madeira.

Segurança do Trabalho

Durante a reunião, o gerente de Segurança e Saúde Ocupacional da Energia Sustentável, Luiz Bardal, relembrou um marco importante na sua apresentação das ações de segurança do trabalho. “De primeiro de abril a 7 de outubro foram 5 milhões de homens horas trabalhadas sem acidentes com afastamento no canteiro de obras. É um marco recorde difícil de se alcançar”, comemorou Bardal.

Essa conquista se deve ao planejamento constante e preventivo adotado pelo empreendimento e praticado diariamente no canteiro de obras. A gestão de Segurança e Saúde do Trabalho é desempenhada na Usina Jirau por uma equipe de 45 profissionais, entre médicos, engenheiros, técnicos e gestores, que trabalham sob um conceito de gestão totalmente integrada em busca de metas e resultados. 

Fonte: Comunica

Mais Sobre Hidrelétricas do Madeira

Iniciadas as obras de proteção das margens do rio na região da Madeira-Mamoré

Iniciadas as obras de proteção das margens do rio na região da Madeira-Mamoré

A população de Porto Velho pode comemorar o início das obras que fazem parte do importante projeto de revitalização do complexo da Estrada de Ferro

Hidrelétrica Santo Antônio completa quatro anos de geração

Hidrelétrica Santo Antônio completa quatro anos de geração

Porto Velho, março de 2016.Dia 30 de março marca os quatro anos desde o início de geração da Hidrelétrica Santo Antônio, localizada no rio Madeira, em

Estudantes de engenharia elétrica do acre visitam Jirau

O canteiro de obras da Usina Hidrelétrica Jirau foi cenário de estudo dos estudantes do primeiro período do curso de Engenharia Elétrica da Universida

Governo faz mega desapropriação em Belo Monte

BRASÍLIA – A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) formalizou na última terça-feira (3) a última desapropriação de terras para a construção da