Porto Velho (RO) sexta-feira, 7 de agosto de 2020
×
Gente de Opinião

Hidrelétricas do Madeira

Rio Madeira: melhor opção para 2011/2013, diz CPFL Energia


Geração de valor para acionistas e governança privada do empreendimento são condições básicas para participação do grupo em consórcio

O Complexo Hidrelétrico do Rio Madeira (RO-6.494 MW), cujo edital será divulgado nos próximos dias, é a melhor opção para atender a demanda de energia no país entre as vislumbradas para o período de 2011 a 2013. A análise é de Wilson Ferreira Júnior, presidente da CPFL Energia, feita em teleconferência com analistas nesta quarta-feira, 8 de agosto. O executivo confirmou que a empresa foi procurada por diversos consórcios.

"Estamos analisando as melhores opções diante das informações liberadas, principalmente, depois do licenciamento", disse Ferreira Jr, acrescentando que a CPFL avalia a melhor estratégia para o empreendimento. Ele afirmou que entre as condições para uma possível participação da CPFL está uma governança privada do projeto, que significa transparência e predominância de investidores privados. "A geração de valor para nossos acionistas também é muito importante", acrescentou.

A estimativa é que as duas usinas do Madeira - Santo Antônio e Jirau - demandem investimentos de R$ 28 bilhões. A previsão é que a operação seja iniciada entre 2012 e 2013. O Ministério de Minas e Energia pretende realizar o leilão de Santo Antônio (RO-3.168 MW) entre setembro e outubro deste ano.

Carvão - Ferreira Jr disse que uma outra opção atrativa é para atendimento da demanda é o gás natural liqüefeito. "O GNL seria uma alternativa técnica e ambientalmente melhor ao carvão", comparou. O GNL, lembrou o executivo, vai viabilizar as termelétricas da região Nordeste. Ele disse também que o Brasil não pode desperdiçar a cogeração a partir do bagaço de cana-de-açúcar, principalmente, com a expansão da produção sucroalcooleira.

O presidente da CPFL Energia acredita que o Brasil precisa explorar melhor o carvão do Sul do país para tornar as térmicas com o combustível viáveis. "A exploração do potencial do Sul seria uma vantagem para o Brasil", comentou. O executivo salientou que, por enquanto, os projetos a carvão não estão nos planos da CPFL Energia.

Fonte: Alexandre Canazio, da Agência CanalEnergia, Negócios

Mais Sobre Hidrelétricas do Madeira

Iniciadas as obras de proteção das margens do rio na região da Madeira-Mamoré

Iniciadas as obras de proteção das margens do rio na região da Madeira-Mamoré

A população de Porto Velho pode comemorar o início das obras que fazem parte do importante projeto de revitalização do complexo da Estrada de Ferro

Hidrelétrica Santo Antônio completa quatro anos de geração

Hidrelétrica Santo Antônio completa quatro anos de geração

Porto Velho, março de 2016.Dia 30 de março marca os quatro anos desde o início de geração da Hidrelétrica Santo Antônio, localizada no rio Madeira, em

Estudantes de engenharia elétrica do acre visitam Jirau

O canteiro de obras da Usina Hidrelétrica Jirau foi cenário de estudo dos estudantes do primeiro período do curso de Engenharia Elétrica da Universida

Governo faz mega desapropriação em Belo Monte

BRASÍLIA – A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) formalizou na última terça-feira (3) a última desapropriação de terras para a construção da