Porto Velho (RO) sábado, 14 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

Hidrelétricas do Madeira

Lula e Cassol: recursos para rodovias é tema do encontro


Ana Paula Marra
Agência Brasil

Brasília - O governador de Rondônia, Ivo Cassol, comemorou mais uma vez, hoje (10), a concessão da licença prévia para a construção de duas hidrelétricas no Rio Madeira. Após reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio do Planalto, ele disse que "esse assunto foi o prato cheio de nosso encontro" e lembrou que "o processo foi dificultoso, mas valeu a pena – agora o caminho está aberto para que Rondônia forneça, em seis a dez anos, energia para o Brasil".

Indagado por jornalistas se as 33 exigências feitas ontem (9) pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) ao conceder a licença seriam suficientes para evitar supostos prejuízos ao meio ambiente, Cassol respondeu: "As exigências postas lá são todas passíveis de correção até a execução do projeto. E podem ter certeza: daqui para a frente virão outras. Temos de fazer dessas usinas modelo nacional e até modelo mundial".

A licença prévia permite a licitação para a construção das hidrelétricas e o vencedor terá de cumprir as 33 exigências para a viabilidade ambiental da obra.

Cassol disse ter cobrado do governo, durante o encontro com Lula, o descontingenciamento de R$ 35 milhões para investir na abertura de estradas por onde poderá ser transportada a produção agrícola do estado. "A resposta do presidente foi positiva. Muitas prefeituras hoje em Rondônia não têm sequer máquina para abrir estradas ou recuperá-las. Pelo projeto apresentado, o estado vai entrar com o combustível, peças e operadores, e o governo, com a compra de equipamentos", disse. Sobre a liberação dos recursos, afirmou que "isso vai depender agora da União".

Também foi tratada, na reunião a revisão da dívida do banco estadual com a União. Segundo Cassol, "não queremos o perdão, mas pagar o que devemos, mas quando o Banco Central interveio no banco do estado, a dívida não chegava a R$ 50 milhões – quando devolveram o banco para o estado, devolveram com R$ 549 milhões". O governador informou que em oito anos foi pago R$ 1 bilhão e que o prazo é de mais 22 anos.

Mais Sobre Hidrelétricas do Madeira

Iniciadas as obras de proteção das margens do rio na região da Madeira-Mamoré

Iniciadas as obras de proteção das margens do rio na região da Madeira-Mamoré

A população de Porto Velho pode comemorar o início das obras que fazem parte do importante projeto de revitalização do complexo da Estrada de Ferro

Hidrelétrica Santo Antônio completa quatro anos de geração

Hidrelétrica Santo Antônio completa quatro anos de geração

Porto Velho, março de 2016.Dia 30 de março marca os quatro anos desde o início de geração da Hidrelétrica Santo Antônio, localizada no rio Madeira, em

Estudantes de engenharia elétrica do acre visitam Jirau

O canteiro de obras da Usina Hidrelétrica Jirau foi cenário de estudo dos estudantes do primeiro período do curso de Engenharia Elétrica da Universida

Governo faz mega desapropriação em Belo Monte

BRASÍLIA – A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) formalizou na última terça-feira (3) a última desapropriação de terras para a construção da