Porto Velho (RO) sábado, 11 de julho de 2020
×
Gente de Opinião

Hidrelétricas do Madeira

Fátima pedirá alteração na MP que trata de serviços de energia em sistemas isolados



A senadora Fátima Cleide (PT-RO) anunciou em plenário, nesta quarta-feira (5), que a partir do próximo dia 20 o sistema isolado de energia de Rondônia passará a ser integrado ao Sistema Interligado Nacional (SIN), com a entrada em operação da linha de transmissão Jauru-Vilhena. A senadora acrescentou que o mesmo ocorrerá com o estado do Acre e, a partir de outubro de 2011, está prevista a interligação dos estados do Amazonas e do Amapá. 

Com isso, Rondônia deixará de receber recursos provenientes da Conta de Consumo de Combustíveis (CCC), subsídio resultante da arrecadação de ICMS nas tarifas de energia dos consumidores das regiões Sul e Sudeste. Esses recursos possibilitam a geração e manutenção das usinas termelétricas, cujo combustível é o óleo diesel, utilizadas nos sistemas isolados.

Para compensar a perda de recursos, o governo federal, conforme a senadora, irá ressarcir o Estado, o que está previsto na Medida Provisória 466, que dispõe sobre os serviços de energia elétrica nos sistemas isolados, enviada à Câmara dos Deputados.
 

Clique e assista pronuciamento da senadora no Senado Federal
Fátima pedirá alteração na MP que trata de serviços de energia em sistemas isolados - Gente de Opinião

"O governo federal, sensível aos nossos apelos, assegura a compensação nos 12 meses seguintes à interligação dos sistemas isolados ao SIN, o que está previsto no artigo 4º-A. Mas entendo que este prazo pode ser ampliado, para que o Estado não tenha sua economia abalada, e a população saia prejudicada", disse a senadora.

Fátima disse que pretende apresentar emenda à MP para que esta compensação ocorra no prazo de cinco anos, de forma regressiva. "No primeiro ano após a interligação seria 100%, e do segundo em diante com uma redução de 20% a cada ano". Segundo a senadora, o Estado recebe hoje cerca de R$ 200 milhões anuais provenientes da arrecadação da CCC, recursos dos quais não pode abrir mão em curto espaço de tempo. "Há que se definir um período de transição. Do contrário, a economia de Rondônia será afetada".
 
Fonte: Ascom

Mais Sobre Hidrelétricas do Madeira

Iniciadas as obras de proteção das margens do rio na região da Madeira-Mamoré

Iniciadas as obras de proteção das margens do rio na região da Madeira-Mamoré

A população de Porto Velho pode comemorar o início das obras que fazem parte do importante projeto de revitalização do complexo da Estrada de Ferro

Hidrelétrica Santo Antônio completa quatro anos de geração

Hidrelétrica Santo Antônio completa quatro anos de geração

Porto Velho, março de 2016.Dia 30 de março marca os quatro anos desde o início de geração da Hidrelétrica Santo Antônio, localizada no rio Madeira, em

Estudantes de engenharia elétrica do acre visitam Jirau

O canteiro de obras da Usina Hidrelétrica Jirau foi cenário de estudo dos estudantes do primeiro período do curso de Engenharia Elétrica da Universida

Governo faz mega desapropriação em Belo Monte

BRASÍLIA – A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) formalizou na última terça-feira (3) a última desapropriação de terras para a construção da