Porto Velho (RO) sexta-feira, 7 de agosto de 2020
×
Gente de Opinião

Hidrelétricas do Madeira

CONSTRUÇÃO DE HIDROVIA NO RIO MADEIRA


A construção de uma hidrovia no Rio Madeira ainda é uma possibilidade considerada pelo governo como uma das obras complementares às Usinas Hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau, em Porto Velho (RO). Um dos itens da portaria que definiu a data para o leilão da primeira usina trata da “eventual construção de obras de navegabilidade” no rio.
Em junho, o governo, por meio da Casa Civil, informou ter desistido, por ora, de construir eclusas (diques para permitir a passagem de barcos) nas barragens. Pelo projeto original, elas permitiriam formar uma hidrovia de mais de 4 mil quilômetros, que se estenderia do interior da Bolívia até o Rio Amazonas, conectando os Rios Madeira, Guaporé e Beni.
Na ocasião, a organização não-governamental (ONG) Conservação Internacional alertou que a hidrovia poderia estimular a expansão da soja, porque reduziria o custo de produção e distribuição e facilitaria a expansão das fronteiras agrícolas.
Em entrevista à Agência Brasil no mesmo mês, o superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) em Rondônia, Osvaldo Pittaluga, avaliou que a construção das eclusas seria necessária no futuro, por viabilizar uma alternativa de transporte, e disse que a questão foi retirada do processo de licenciamento por opções estratégicas do governo.
Ao falar da concessão de licença prévia ao empreendimento como uma vitória da sociedade, em julho, a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, citou a retirada das eclusas como uma das melhorias feitas no projeto em decorrência da discussão pública e da análise técnica. Segundo ela, a hidrovia poderia levar impacto ambiental e econômico para uma região altamente preservada.
O Ministério de Minas e Energia havia anunciado que o leilão aconteceria no início de outubro, mas a portaria publicada hoje (13) no Diário Oficial da União prevê a realização do pregão em 30 de outubro. A portaria mantém a previsão do início do fornecimento de energia elétrica da usina de Santo Antônio para 2012.
De acordo com a portaria, a hidrelétrica estará integrada às Regiões Sudeste e Centro-Oeste para comercialização da energia produzida. O texto determina que o leilão para as obras das linhas de transmissão, que levam a energia elétrica para os mercados consumidores, seja feito em 2008.
As propostas para o leilão ficarão sob consulta pública até sexta-feira (17). As sugestões de alterações serão recebidas exclusivamente pelo endereço eletrônico [email protected].
Fonte: Luana Lourenço - Agência Brasil

Mais Sobre Hidrelétricas do Madeira

Iniciadas as obras de proteção das margens do rio na região da Madeira-Mamoré

Iniciadas as obras de proteção das margens do rio na região da Madeira-Mamoré

A população de Porto Velho pode comemorar o início das obras que fazem parte do importante projeto de revitalização do complexo da Estrada de Ferro

Hidrelétrica Santo Antônio completa quatro anos de geração

Hidrelétrica Santo Antônio completa quatro anos de geração

Porto Velho, março de 2016.Dia 30 de março marca os quatro anos desde o início de geração da Hidrelétrica Santo Antônio, localizada no rio Madeira, em

Estudantes de engenharia elétrica do acre visitam Jirau

O canteiro de obras da Usina Hidrelétrica Jirau foi cenário de estudo dos estudantes do primeiro período do curso de Engenharia Elétrica da Universida

Governo faz mega desapropriação em Belo Monte

BRASÍLIA – A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) formalizou na última terça-feira (3) a última desapropriação de terras para a construção da