Porto Velho (RO) quinta-feira, 12 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

Hidrelétricas do Madeira

Capacitação para o Novo Jornalismo é tema de debate em Bariloche


 
Nádia Franco


Agência Brasil (Bariloche (Argentina) – A Capacitação para o Novo Jornalismo foi um dos temas em discussão nessa quinta-feira (21) em um dos painéis do 3º Congresso Mundial de Agências de Notícias.

Uma das expositoras, Monique Villa, da Fundação Thomson Reuters, destacou a capacitação de 7 mil profissionais em sete anos, em todo o mundo. O treinamento abrange campos diversos, como política, segurança, corrupção, HIV/aids, mudanças climáticas, eleições e guerras.

Monique falou também sobre novos serviços oferecidos no site da instituição, como o AlertNet, voltado para ações de ajuda humanitária, criado por ocasião do genocídio em Ruanda, e o de informações de emergência, útil em situações como catástrofes e desastres naturais.

O presidente da Fundação AFP, Robert Holloway, informou que mais de 100 jornalistas foram capacitados pela instituição em vários países para um trabalho voltado para a prevenção de conflitos e a democratização da informação. Holloway apontou ainda a importância da capacitação de mulheres jornalistas, afirmando que esta é uma forma de trabalhar pela democratização. Para ele, novo jornalismo significa uso de novas tecnologias e participação da audiência.

Capacitação de profissionais, sobretudo nos países em desenvolvimento e nos que sofrem com a censura e a violência, é o que a DW-Academia Alemã vem fazendo há mais de 40 anos, afirmou a chefe da Divisão África, Andrea Rübenaker. Segundo ela, jornalistas que participaram desse processo trabalharam na cobertura da Copa do Mundo da África do Sul, com foco na cultura local e não apenas nos jogos.

Ontem, também foram realizados painéis sobre O Desenvolvimento e a Fluidez Multimídia nas Redações, O Ponto de Vista do Cliente e Novos Produtos e Serviços dos Novos Meios.

O congresso será encerrado hoje (22) de manhã, com a divulgação dos vencedores do 2º Concurso Fotográfico – Foto Século 21 e a apresentação das conclusões dos coordenadores Sergio Fernández Novoa, vice-presidente da Télam, Farid Ayar, secretário-geral da Federação de Agências de Notícias Árabes, Álex Grijelme, presidente da Agência EFE e do Conselho Mundial das Agências de Notícias, Mikhail Gusman, vice-presidente da Itar-Tass, e Giulio Pecora, assessor da presidência da Ansa.

Mais Sobre Hidrelétricas do Madeira

Iniciadas as obras de proteção das margens do rio na região da Madeira-Mamoré

Iniciadas as obras de proteção das margens do rio na região da Madeira-Mamoré

A população de Porto Velho pode comemorar o início das obras que fazem parte do importante projeto de revitalização do complexo da Estrada de Ferro

Hidrelétrica Santo Antônio completa quatro anos de geração

Hidrelétrica Santo Antônio completa quatro anos de geração

Porto Velho, março de 2016.Dia 30 de março marca os quatro anos desde o início de geração da Hidrelétrica Santo Antônio, localizada no rio Madeira, em

Estudantes de engenharia elétrica do acre visitam Jirau

O canteiro de obras da Usina Hidrelétrica Jirau foi cenário de estudo dos estudantes do primeiro período do curso de Engenharia Elétrica da Universida

Governo faz mega desapropriação em Belo Monte

BRASÍLIA – A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) formalizou na última terça-feira (3) a última desapropriação de terras para a construção da