Porto Velho (RO) sábado, 22 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Evento

5ª cultural no Ferroviário


Hoje (27 junho) no Clube Ferroviário (Av. 7 de setembro) o projeto 5ª cultural, que é patrocinado pelo do Banco da Amazônia.  Será a partir das 19:30 horas, a entrada é um quilo de alimentos não perecivel. 

ANJOS DA MADRUGADA: O que no início foi apenas o desafio do pároco da igreja de Nossa Senhora das Graças para que um grupo formado por jovens da paróquia animasse as festas realizadas naquele local, já está completando 19 anos de muito sucesso, sem deixar de lado suas raízes, com um público muito fiel e às vésperas de colocar no mercado seu terceiro CD.

Daquelas apresentações nasceu o conjunto musical (hoje) mais conhecido de Porto Velho, já com apresentações em Manaus, Rio Branco e municípios rondonienses, o Anjos da Madrugada que, todas as sextas-feiras, se apresenta para um público de 400 e 500 pessoas que lota o Ferroviário, na capital, onde desenvolve o projeto Estação Bolero.

O salão paroquial logo ficou pequeno para os fãs do grupo que ainda nem tinha nome. Segundo um dos seus membros, o folclorista José Monteiro, o nome Anjos da Madrugada surgiu quando foi feita uma apresentação, quase três anos depois de constituído, na boate Maria Eunice.

Da composição inicial - Roberto, Laio, Edílson, Tatá, Monteiro e Nazareno, apenas quatro continuam no grupo – Roberto, Tatá, Monteiro, Nazareno, agora acrescido de mais quatro outros, a croner Priscila, além de Teo, Bosco e Renato.

Com um repertório variado, em que o ritmo mais importante é formado pelas músicas de seresta, o Anjos da Madrugada leva ao público também guaranhas, xote, valsa, samba-canção e uma grande quantidade de músicas do período conhecido por "anos 60"

Ao longo de quase duas décadas de existência, o grupo coleciona uma vasta folha de participação nos mais importantes projetos culturais a saber: Baile da Saudade (SESC/RO), Projeto Cinco e Meia, Mostras Livres de MPB (SESC/RO), Projeto Canta Porto Velho, dentre outros, além de pré-shows para Benito di Paula, Grupo Pholhas, Tânia Alves, Trio Irakitan e Francisco Petrônio.

Ainda para este semestre o Anjos da Madrugada estará lançando o seu terceiro CD que, a julgar pela procura constante do público, já é sucesso garantido, como foram os dois primeiros. A discografia do grupo:

1983 - O CD Coisas de Nós, com músicas feitas por compositores regionais, alcança enorme repercussão e gerando forte expectativa para o seguinte que viria oito anos depois.

2001 – O novo CD é lançado e se esgota rapidamente. É o Cd Pérolas do Século, com músicas de gosto romântico.

2006 - O grupo já está trabalhando em estúdio para gravação do terceiro CD, que terá músicas mistas regionais e sucessos do seresteiro nacional, além de passagens por algumas composições internacionais.
O Anjos da Madrugada é formado por oito componentes, dos quais apenas uma participação feminina. Os integrantes:

Priscilla (voz): natural de Porto Velho, Priscilla (que também é artesã) é uma das melhores cantoras regionais, com apresentações em projetos locais como o FAM – Festival Aberto de Música do SESC, Projeto Porto Velho-Cidade Seresta, Projeto Cinco e Meia, além de apresentações noutras cidades rondonienses, no Amazonas e Acre.

Nazareno (voz): Natural de Guajará-Mirim/RO, Nazareno forma num time de artistas locais que surgiu ainda na época dos programas de auditório em Porto Velho. Normalmente abre as apresentações do grupo.

Monteiro (voz/afouchê): natural de Porto Velho. É escritor, folclorista e professor. Iniciado na produção e organização de festivais católicos, inclusive fora do Estado, tem grande participação nos projetos culturais.

Tatá (voz/percussão): nascido no distrito de Calama (Município de Porto Velho). Um dos idealizadores do FAM – Festival Aberto de Música do SESC participou de grupos de samba e pagode. Sua veia boêmia e romântica se fez latente ao interagir com seresteiros de seu bairro (Triângulo).

Roberto (bateria): Funcionário público municipal, Roberto é produtor cultural ligado folclore, já atuou com bandas de bailes da cidade e cataloga apresentações ao lado de importantes artistas nacionais que por aqui passaram.

Teo (voz/violão): professor, músico e intérprete, é representante comercial. Somou na formação de importantes bandas em nossa cidade, como a Controle Remoto, no início da década de 80.

Bosco (sax): professor de música, arranjador musical, o cearense João Bosco está em Porto Velho há 15 anos, participando de importantes projetos culturais, como; Mostra de Músicas do SESC, Projeto 5ª Cultural. Está há 02 anos no grupo.

Renato (guitarra): paulista, atuou como músico profissional em seu estado de origem, acompanhando grandes nomes da música brasileira. Radicado em Porto Velho, há mais de 15 anos Renato faz trabalhos em grupo com a cantora Meire (sua esposa) e está há 4 anos na formação dos Anjos da Madrugada.

Fonte: Sílvio Santos

Mais Sobre Evento

Porto Velho sedia o XXVI Simpósio Nacional dos Conselhos de Economia (SINCE)

Porto Velho sedia o XXVI Simpósio Nacional dos Conselhos de Economia (SINCE)

A cidade de Porto Velho/RO recebe de 19 a 21 de setembro o XXVI Simpósio Nacional dos Conselhos de Economia (SINCE) e a VIII Gincana Nacional de Econo

Empreender para transformar será tema de seminário com negócios inclusivos

Empreender para transformar será tema de seminário com negócios inclusivos

Evento em Belém encerra a série de encontros da Iniciativa Incluir, para promover fortalecimento de negócios de impacto socioambiental

 Festival Fico movimentou capital no último fim de semana

Festival Fico movimentou capital no último fim de semana

Um dos mais importantes festivais de música estudantil da cidade consagrou talentos de canto e dança como campeões da edição de 2018

 SEMINÁRIO DA LUZ SERÁ NESTE DOMINGO NO SINTERO EM PORTO VELHO

SEMINÁRIO DA LUZ SERÁ NESTE DOMINGO NO SINTERO EM PORTO VELHO

Tudo pronto para a realização do Seminário da Luz da Seicho-No-Ie do Brasil em Porto Velho, que vai reunir 500 pessoas no auditório do Sindicato do Tr