Porto Velho (RO) segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional - Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional

Santo Antônio Energia participa de Audiência Pública na ALE


 


Concessionária diz estar disposta a contribuir para ajudar na solução dos problemas do Joana D´Arc
 

A concessionária Santo Antônio Energia participou da Audiência Pública convocada pela presidência da Assembleia Legislativa de Rondônia, na tarde noite desta quarta-feira, 24. A empresa foi convidada a discutir tecnicamente sobre eventuais efeitos da implantação da Usina Hidrelétrica Santo Antônio, que está sendo construída no rio Madeira, em Porto Velho.

 

“A Santo Antônio Energia é uma empresa privada, responsável, que está cumprindo todos os compromissos assumidos juntos aos órgãos fiscalizadores. Tanto é que já se encontra em operação, gerando energia para Rondônia, Acre e outras regiões do país”, destacou Antônio de Pádua, diretor Técnico da concessionária. O engenheiro reforça que a empresa tem contribuído para o desenvolvimento regional, mas que não pode desempenhar o papel do governo estadual, do município e dos órgãos públicos no sentido de resolver problemas existentes antes da operação da usina. Pádua informa que a usina permanecerá em operação, no mínimo, pelos próximos 35 anos, e que o seu compromisso é adotar uma política de parceria.

 

Sobre as questões relacionadas ao reassentamento do INCRA, Joana D’Arc, um dos temas levantados durante a audiência promovida pela Assembleia Legislativa de Rondônia, a empresa informa que todas as ações necessárias para proteger as famílias impactadas pelo reservatório da usina foram tomadas, de acordo com as  orientações e avaliações feitas pelo IBAMA, e que qualquer outra solução para resolver os problemas pré-existentes antes da chegada da empresa devem ser assumidas pelos órgãos competentes.

 

Isto inclui a recuperação e manutenção de vias de utilização pública no reassentamento, que não pode ser atribuição da Santo Antônio Energia, pois não cabe à iniciativa privada esta responsabilidade. Mesmo não sendo responsável por este tipo de obra, a empresa recuperou, entre 2010 e 2012, o acesso ao Joana D´Arc, incluindo a Vila Franciscana, abrangendo 160 quilômetros de vias principais e vicinais (linhas). As obras, que tiveram investimento de aproximadamente R$ 5 milhões, englobaram a recuperação do pavimento, elevação do leito da estrada, encascalhamento e a construção e reforma de 12 pontes.

 

Fonte: Carla Nascentes
 

 

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente - Internacional

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Energia Sustentável do Brasil assina termo de compromisso com ICMBio para investimento em unidades de conservação na Amazônia

Duas unidades de conservação na Amazônia receberão investimentos da Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE)

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

Teste de autorrestabelecimento é feito com sucesso na UHE Jirau

As Unidades Geradoras (UG) são desligadas para simular um apagão

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

SPIC - Chinesa tem pressa para comprar hidrelétrica Santo Antônio

As negociações duram mais de um ano, e agora a SPIC corre para concluir a transação antes da posse de Bolsonaro na Presidência

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

Mais de 940 mil m³ foram dragados do rio Madeira em 2018

O processo consiste em escavar o material que está obstruindo o canal de navegação e bombear o volume a pelo menos 250 m de distância desse canal.A