Porto Velho (RO) quarta-feira, 19 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional - Gente de Opinião

Energia e Meio Ambiente - Internacional

ONS: nível dos reservatórios sobe, mas térmicas vão continuar ligadas




Nielmar de Oliveira*
Agência Brasil

 

Rio de Janeiro - Apesar de estar chovendo razoavelmente nos estados de São Paulo e Minas Gerais e também nas cabeceiras dos rios que abastecem os principais reservatórios das hidrelétricas, as usinas termelétricas continuarão funcionando para dar mais confiabilidade ao sistema e poupar a energia hídrica – tendo em vista que os reservatórios, embora venham recuperando gradativamente, ainda não atingiram o nível adequado, informou o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) à Agência Brasil.
 

No Triângulo Mineiro, as chuvas são satisfatórias e intensas em Itumbiara, Nova Ponte, Emborcação e Furnas. Embora admita que “o pior já está passando” e que os níveis dos principais reservatórios já se afastaram do ponto crítico da Curva de Aversão ao Risco (CAR), o ONS informa que ainda é necessária mais chuva para chegar ao nível considerado adequado.
 

Em Brasília, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse que as chuvas estão dentro do previsto. “O período de chuva é sempre entre janeiro, fevereiro, março e abril. Não temos problema com nossos reservatórios, vamos preencher todos e garantir o suprimento de energia para todo ano e pelos anos seguintes. Só o fato de nós estarmos acrescentando cerca de 9 mil megawatts de energia total este ano, já é uma segurança mais para a frente”, disse.
 

Hoje, cerca de 60 usinas térmicas (movidas a gás natural, carvão, óleos diesel e combustível, além da Usina Nuclear de Angra 2) estão disponibilizando cerca de 13 mil megawatts médios de energia para o Sistema Interligado Nacional (SIN), de um total de aproximadamente 58 mil megawatts médios demandados.
 

Com base no gráfico de Curva de Aversão ao Risco do ONS, é possível constatar que, desde o último dia 9, o volume de água nos reservatórios da subestação Sudeste/Centro-Oeste (que responde por mais de 60% da demanda energética do país) subiu cinco pontos percentuais, passando de 28,3% para 33,3%.
 

O mesmo crescimento percentual foi verificado no subsistema Norte, que fechou o domingo (20), em 45,4% da capacidade. Na Região Sul, o nível se manteve praticamente estável, com uma alta de 2,3 pontos percentuais em relação ao dia 9, mas com uma redução de 0,06 ponto percentual em relação ao dia 10. Já o nível dos reservatórios do subsistema Nordeste, que vinha caindo até o início da semana passada, fechou esse domingo com uma pequena alta de 0,2 ponto percentual em comparação ao último dia 9.
 

Mais Sobre Energia e Meio Ambiente - Internacional

Coopprojirau e Observatório ambiental visitam UHE Jirau

Coopprojirau e Observatório ambiental visitam UHE Jirau

A Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE) Jirau, mantém uma agenda de visitas institucionais que inclui os pr

Estudantes de engenharia visitam UHE Jirau

Estudantes de engenharia visitam UHE Jirau

Universitários conheceram algumas estruturas do empreendimento

Obras do Linhão de Machadinho e Buritis serão licitadas em Outubro

Obras do Linhão de Machadinho e Buritis serão licitadas em Outubro

Com o objetivo de conectar as cidades abastecidas de energia elétrica por usinas térmicas ao Sistema Interligado Nacional, a Eletrobras Distribuição R

Linhão vai interligar o Amazonas com as usinas de Rondônia e Pará

Linhão vai interligar o Amazonas com as usinas de Rondônia e Pará

As interligações previstas são as seguintes: a da Usina Hidrelétrica de Tucuruí, no Pará, com Parintins; a das usinas de Jirau e Santo Antônio, em Ron