Porto Velho (RO) domingo, 28 de novembro de 2021
×
Gente de Opinião

Educação

Acadêmicos e professores da FARO visitaram a Aldeia Laje Velho


A ação foi ponto culminante do Projeto O Cotidiano indígena em foco, que teve o objetivo de levar os acadêmicos a vivenciarem a prática educativa com os índios da Aldeia Laje Velho.

A Aldeia Laje Velho está localizada no município do Iata, há 30 km de Gujará-Mirim. Na localidade residem cerca de 400 famílias e conta com duas escolas estaduais. A ação aconteceu na Escola Wem Kanum Oro Waram, que atende a 160 alunos índios de 1º ao 9º ano.

A chefe do NEEI - Núcleo de Educação Escolar Indígena de Guajará-Mirim/RO, Maria da Conceição Martins, acompanhou todas as atividades. Ela afirmou que a visita é uma boa oportunidade para que os acadêmicos coloquem em prática o que aprenderam ao longo do curso de Pedagogia. Segundo ela “o resultado positivo é mostrado na escola indígena, pois os professores reproduzem, em suas aulas, as novas metodologias e as atividades realizadas pelos acadêmicos, uma forma de intercâmbio de práticas pedagógicas”, finalizou.

Para o cacique da Aldeia Laje Velho, Alberto Oro Waram, o projeto realizado pela FARO possibilita a troca de conhecimentos entre professores índios e não-índios. Ele afirmou que “é sempre um prazer receber os acadêmicos e professores, uma forma de reconhecimento da importância e do respeito aos povos indígenas”.

Os acadêmicos divididos em equipes organizaram as oficinas pedagógicas por temas: Matemática, Ciências, Geografia, Linguagem, além dos conteúdos de cidadania, cultura e brincadeiras educativas. Para cada tema, foram realizadas atividades práticas com os índios.

As crianças indígenas apresentaram várias músicas em sua língua materna, a Tshapakura, demonstrando agradecimento a todos os participantes.

A organização do evento conseguiu arrecadar grande quantidade de donativos com as doações de acadêmicos, professores e da Coordenação da Biblioteca da FARO. Foram doados à comunidade indígena roupas, calçados, brinquedos e alimentos não-perecíveis.

No encerramento, como forma de integração cultural, os acadêmicos apresentaram a dança do boi-bumbá e os índios apresentaram a dança festiva, simbolizando a sua cultura.

Para a idealizadora do projeto, profa. Cleuza Avello “a atividade foi uma forma de cristalizar o intercâmbio cultural e educacional com foco nas comunidades indígenas”.

Mais Sobre Educação

IFRO publica edital para abertura do Concurso Público para preenchimento de 41 vagas na instituição

IFRO publica edital para abertura do Concurso Público para preenchimento de 41 vagas na instituição

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO) divulgou nesta quarta-feira, 24/11/2021, na Seção 3 do Diário Oficial da Un

Hildon Chaves anuncia bonificação de fim de ano aos professores durante Congresso Municipal de Educação

Hildon Chaves anuncia bonificação de fim de ano aos professores durante Congresso Municipal de Educação

O V Congresso Municipal de Educação iniciou, nesta quarta-feira (24), em Porto Velho. O evento reúne mais de 5 mil professores e diretores escolares p

Pais e responsáveis sem acesso à internet podem participar da chamada escolar de forma presencial em Porto Velho

Pais e responsáveis sem acesso à internet podem participar da chamada escolar de forma presencial em Porto Velho

Pais e responsáveis sem acesso à internet, ou com dificuldades de manuseio de aparelho eletrônico, podem buscar, até a próxima sexta-feira (26), um do

Vencedores do prêmio Boas Práticas são anunciados durante Congresso Municipal de Educação em Porto Velho

Vencedores do prêmio Boas Práticas são anunciados durante Congresso Municipal de Educação em Porto Velho

Os dez vencedores da 3ª edição do prêmio Boas Práticas foram reconhecidos nesta quarta-feira (24). A premiação aconteceu durante a solenidade de abe