Porto Velho (RO) sexta-feira, 7 de agosto de 2020
×
Gente de Opinião

Economia

Rondônia tem 59.507 MEIs que devem informar à Receita Federal o total da receita bruta anual.

Prazo já foi prorrogado devido a pandemia da Covid-19


Foto: Internet - Gente de Opinião
Foto: Internet

O Microempreendedor Individual (MEI) deve informar para a Receita Federal o total de sua receita bruta anual, recebida em 2019. Tudo o que foi apurado com a venda de mercadorias ou na prestação de serviços, com a emissão de nota fiscal, ou não. 

A Declaração Anual do Simples Nacional do Microempreendedor Individual (DASN-SIMEI) deveria ser realizada entre 2 de janeiro e 31 de maio, do ano subsequente; porém, devido ao combate a pandemia da Covid-19, o prazo foi prorrogado para 30 de junho de 2020.  

O diretor técnico do Sebrae em Rondônia, Samuel Almeida, informa que a Declaração do MEI, deve ser elaborada com as informações de faturamento bruto, referentes ao exercício anterior, ele deve informar se houve contratação de empregado no período. Samuel lembra que “O limite é de R$ 81 mil reais, que corresponde a R$ 6.750 reais, vezes 12 meses do ano. O faturamento bruto é o valor total das vendas de mercadoria e prestação de serviço sem deduzir nenhuma despesa”, completa. 

De acordo com o Portal do Empreendedor o estado de Rondônia registrou até 31 de maio, 59.507 MEIs formalizados. Dentre esse total 18.607 são de Porto Velho, 5.706 de Ji-Paraná, 4.081 de Vilhena, 4.052 de Ariquemes, 3.537 de Cacoal e 2.474 de Rolim de Moura.  

O Sebrae em Rondônia orienta que é muito importante que esses empreendedores mantenham suas obrigações em dia, porque no caso de acontecer algum atraso haverá multa de 50 reais ou 2% ao mês-calendário ou fração, incidentes sobre o montante dos tributos decorrentes das informações prestadas na DASN-SIMEI, ainda que integralmente pago, limitada a 20%. O MEI deve evitar a inadimplência. 

Para o MEI que cumpre com a Declaração Anual de Faturamento, que é uma das obrigações e responsabilidades que deve apresentar anualmente, mantém o acesso aos benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e a empresa fica regular junto à Receita Federal. 

Dentre os vários segmentos com maior representatividade de formalizados como MEI em Rondônia, estão nas atividades de Comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios – 5.538 registros; Cabeleireiros, manicure e pedicure – 4.861 registros e Lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares – 2.056 registros. 

O MEI, pode procurar o atendimento do Sebrae pelos canais digitais, para receber orientações sobre o preenchimento do documento (relatório mensal de receitas) e fazer a transmissão da declaração para a Receita Federal. Esse serviço é gratuito ao MEI. A atenção é que, mesmo o MEI não tendo faturamento durante o ano anterior, é obrigatório fazer a declaração.

Mais Sobre Economia

Cristóvão Buarque é mais um palestrante confirmado na Agrolab Amazônia

Cristóvão Buarque é mais um palestrante confirmado na Agrolab Amazônia

O evento digital Conecta Sebrae Agrolab Amazônia acabou de ganhar mais um grande nome em sua programação oficial: o ex-governador do Distrito Federal

Aprovado empréstimo de R$50 mil  para MEI e microempresas via maquininha de cartão

Aprovado empréstimo de R$50 mil para MEI e microempresas via maquininha de cartão

Reforma Tributária e o PIS e o COFINS (1)         Perguntamos ao consultor José Ribeiro especialista em treinamento corporativo, que nos assessora n

Variação no preço do combustível da cidade de Porto Velho em julho

Variação no preço do combustível da cidade de Porto Velho em julho

Gasolina comumO litro da gasolina comum, com preço médio de R$4,08 teve um aumento de 3,50% no mês de julho em comparação com o mês de junho. Já, no