Porto Velho (RO) domingo, 16 de fevereiro de 2020
×
Gente de Opinião

Economia

Produção de algodão em Vilhena contribui para crescimento das exportações do município e geração de centenas de empregos

De R$ 0 a R$ 162 milhões em apenas dois anos, algodão foi responsável por quase 17% das exportações de Vilhena em 2019


Produção de algodão em Vilhena contribui para crescimento das exportações do município e geração de centenas de empregos - Gente de Opinião

Seguindo o projeto de expansão traçado pelo prefeito Eduardo Japonês, juntamente com o secretário de Turismo, Indústria e Comércio, Marcondes Cerrutti, a Prefeitura tem acompanhado de perto a instalação e atuação das algodoeiras em Vilhena. O objetivo é estreitar relações entre as indústrias locais e a Prefeitura por meio de visitas às duas empresas do setor, que já geraram cerca de 200 empregos diretos e indiretos no município e contribuem com a pujança da economia Vilhenense.

 

A economia de Vilhena deu um salto importante de 2018 para cá com o início da plantação de algodão e a abertura de duas grandes indústrias de algodão no município: os dados impressionam na página do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic). Apenas em 2019, foram mais de US$ 41 milhões exportados em algodão, o que equivale a R$ 162 milhões, aproximadamente 17% do total vendido por Vilhena para o exterior até outubro.

 

Hoje o município ocupa o primeiro lugar do total da exportação de produtos exportados em Rondônia, sendo responsável por 25,2% de todas as vendas para o exterior com soja, carne e agora o algodão liderando o volume de negociações. A previsão de aumento na área plantada de algodão no município nos próximos anos revela que Vilhena poderá ter um aumento considerável nas exportações.

 

O secretário Marcondes destaca que “entender o potencial das empresas do município é importante. Muitas vezes a população desconhece o crescimento de vários setores que atuam em nossa cidade e têm uma visão pessimista do município. Estreitar estes laços do privado com o poder público é fundamental para o fomento da Economia”, relata.

 

Juntamente com o prefeito Eduardo Japonês, o secretário visitou as empresas das fazendas Independência e Jaqueline, que mantêm plantações e algodoeiras na cidade. Na visita à esta segunda, de propriedade do Grupo Masutti, foram recebidos pelo coordenador da algodoeira, Vanilson Carvalho que explicou detalhes do processamento do algodão.

 

O coordenador destacou que a empresa conta com aproximadamente 100 colaboradores diretos e indiretos, que são responsáveis pela produção em 2.500 hectares. Vanilson comentou que a produtividade por hectares foi acima da expectativa em Vilhena e que a algodoeira é capaz de processar 120 fardos de algodão por hora. A empresa trabalha também com exportação, tendo a maior parte da sua produção destinada ao mercado asiático.

 

Na visita a algodoeira na Fazenda Independência, localizada BR-174 sentido Juína (MT), foram recebidos por Franciele Lima, encarregada administrativa, e Cirilo Francisco, encarregado da produção. Franciele apresentou detalhes da produção da empresa, relatando que a área plantada de 1.952 hectares rendeu 16.400 fardos, com média de 2.220 quilos brutos por fardo. Cirilo revelou que a média de rendimento foi ótima e que os bons resultados estão motivando a empresa a ampliar a área plantada para os próximos anos

 

O investimento das duas indústrias algodoeiras instaladas em Vilhena somou vários milhões de reais, com equipamentos modernos e criando aproximadamente 200 novos empregos diretos e indiretos. Além do algodão processado em ambas as empresas, também comercializam o caroço de algodão, que é destinado para os confinamentos de gado em todo o estado de Rondônia.

Produção de algodão em Vilhena contribui para crescimento das exportações do município e geração de centenas de empregos - Gente de Opinião

Mais Sobre Economia

Você sabe quais as razões para você ainda não ter sucesso nas vendas?

Você sabe quais as razões para você ainda não ter sucesso nas vendas?

Eu vou te dizer uma coisa, o fracasso deixa rastros enormes, e o que nós podemos fazer com isso? Aprender como não fazer. Pensando nisso algumas profi

Banco da Amazônia e Sebrae estudam parceria voltada para os Pequenos Negócios

Banco da Amazônia e Sebrae estudam parceria voltada para os Pequenos Negócios

Os Pequenos Negócios podem ganhar um grande reforço na área de crédito muito em breve. O Banco da Amazônia e o Sebrae estudam uma parceria para viab

CDL: 37 anos de história e dedicação ao comércio

CDL: 37 anos de história e dedicação ao comércio

A entidade comemora este novo ciclo em grande estilo. Recém reformada, a CDL de Ji-Paraná apresenta um novo conceito de sofisticação. O design interio

Núcleo de colaboradores e gestores se reúne com o Sebrae em Cacoal

Núcleo de colaboradores e gestores se reúne com o Sebrae em Cacoal

Na manhã desta terça (11), a equipe da unidade regional do Sebrae em Cacoal esteve reunida com os agentes de desenvolvimento (ADs) e servidores munici