Sexta-feira, 12 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Economia

Em Rondônia, vendas dos serviços não financeiros cresceu 7,4%, apura CNS Serviços


Em Rondônia, vendas dos serviços não financeiros cresceu 7,4%, apura CNS Serviços - Gente de Opinião

O volume de vendas dos serviços privados não financeiros em Rondônia cresceu 7,4 % na variação acumulada do ano de 2023, apurou a Pesquisa Mensal de Atividades em Serviços da CNS – Confederação Nacional de Serviços. No mesmo período, o crescimento do emprego foi de 6,1% e em dezembro 79,6 mil pessoas atuavam no setor. 

No país, o número de postos de trabalho com carteira assinada alcançou a marca de 52,9 milhões.

Recuperação foi comandada pelos serviços, que foram responsáveis por 1 em cada 2 das novas vagas criadas em 2023. 

O faturamento dos serviços cresceu 6,4% no acumulado do ano de 2023 em comparação com igual período de 2022. Em termos reais, houve aumento de 2,3% em igual comparação. O segmento de serviços prestados às famílias veio registrando bons desempenhos, com aumento acumulado no ano de 4,7% em termos reais. 

No acumulado do ano de 2023, todos os estados do Norte, com exceção do Amapá,  apresentaram elevações de volume de vendas, com destaque para Rondônia (7,4%), Acre (7,6%) e Tocantins (11,0%). 

O desempenho da região Nordeste também foi muito bom. Todos os estados tiveram ganhos elevados, superiores a 3,0%. Com destaque para Paraíba (8,5%) e Maranhão (7,8%). 

O Sudeste, com exceção de São Paulo, teve bom desempenho. No acumulado do ano de 2023, o faturamento real dos serviços cresceu acima de 3,0% em todos os estados. São Paulo, entretanto, teve uma queda de 1,8% nesse período. 

No restante do país, destacam-se Mato Grosso que teve crescimento do faturamento real de 16,4% e o Paraná com crescimento de 11,2%. 

Em dezembro de 2023, a economia brasileira alcançou 52,9 milhões de empregos com carteira assinada. 

Os dados indicam a abertura de 1,649 milhão de postos de trabalho em dezembro de 2023 com relação a igual período de 2022. Isso equivale a um aumento de 3,2% no acumulado do ano. Os serviços sustentaram 30,209 milhões de postos de trabalho em dezembro de 2023, o que representou 57,1% do total da economia. 

Em dezembro de 2023, o número de postos de trabalho em serviços privados não financeiros alcançou 14,690 milhões, 48,6% dos empregos no setor de serviços. No acumulado do ano de 2023 e igual período de 2022, o setor de serviços privados não financeiros abriu 763 mil postos de trabalho. Comércio e construção civil também elevaram os números de postos, mas em menor magnitude.

 

Por segmento 

O setor de serviços apresentou uma recuperação das atividades econômicas ao longo de 2022 e 2023. Entre os segmentos dos serviços privados não financeiros, os serviços prestados às empresas foram os responsáveis pela maior parte dos postos de trabalho abertos no acumulado do ano de 2023: 344 mil. Os serviços prestados às famílias abriram 184 mil vagas. O setor de energia, gás e saneamento apresentou um crescimento expressivo do número de vagas no acumulado do ano de 2023 em relação a 2022: 9,7%. 

Os setores de serviços de transportes também cresceram (+119 mil postos) no acumulado do ano de 2023 e igual período de 2022.

Os serviços de informação registraram aumento do emprego com abertura de 29 mil postos de trabalho no acumulado do ano de 2023 e igual período de 2022.

Somados, os serviços privados não financeiros responderam por 46,3% do total de empregos abertos no país até dezembro de 2023.

 

Rendimentos 

No terceiro trimestre de 2023, o rendimento médio do trabalho no setor de serviços alcançou R$ 3.357,59. Os salários pagos nos serviços foram 14,9% superior ao da média da economia e 18,8% maiores que os da indústria de transformação. 

No acumulado do ano de 2023, o faturamento do setor de serviços cresceu 6,4%.  Em termos reais houve aumento de 2,3% nessa comparação. Para tanto pesaram os desempenhos muito bons dos serviços de transportes (aumento real de 18,8%), serviços prestados às famílias (aumento real de 4,7%), e dos serviços de informação e comunicação (3,4%).

 

Entenda 

A Pesquisa de Emprego em Serviços é desenvolvida pela CNS com base em dados do sistema RAIS-CAGED do Ministério do Trabalho e Emprego e informações do INSS. A periodicidade das informações é mensal e cobre o período desde dezembro de 2006 até a informação mais recente disponível.

Inclui todos os trabalhadores com carteira de trabalho que mantinham vínculo ativo com a empresa no período de referência. 

São levantadas informações sobre estoque de trabalhadores, admissões, demissões e salário médio em todos os tipos de estabelecimento. 

A pesquisa tem cobertura nacional. Os empregados são identificados pelo local do estabelecimento. Os dados estão dispostos por unidade da Federação.  A pesquisa apresenta as informações por setor de atividade econômica, com desagregação para os segmentos de serviços.

Na apresentação em anexo pode ser conferido o número de empresas no Brasil (4,87 milhões) dos quais 44,3% (2,16 milhões) são de serviços privados não financeiros, que respondem por 37,3% do PIB brasileiro, empregando 38 milhões de pessoas ou o equivalente a 38,3% de profissionais ocupados na produção. 

Quadros contém o estoque de trabalhadores por setor de atividade econômica, a quantidade de trabalhos criados em 2023, o estoque de trabalhadores por segmento do setor de serviços, remuneração média por setor de atividade em reais no terceiro trimestre do ano passado e por segmento dos serviços, evolução nominal dos serviços privados não financeiros por segmento, volume de vendas por segmento.

Gente de OpiniãoSexta-feira, 12 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

 Com recorde no volume de vendas, CNC projeta crescimento de 2% do varejo em 2024

Com recorde no volume de vendas, CNC projeta crescimento de 2% do varejo em 2024

O aumento de 1% em fevereiro apontado pela Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada nesta quinta-feira (11 de abril) pelo Instituto Brasileiro d

FIERO presente no Rondônia Day

FIERO presente no Rondônia Day

Para fomentar as potencialidades de Rondônia e atrair mais investidores para a região, o Governo do Estado promoveu mais uma edição do “Rondônia Day

Governo de RO promove potencialidades do Estado na maior feira de alimentos e bebidas das Américas

Governo de RO promove potencialidades do Estado na maior feira de alimentos e bebidas das Américas

O Governo de Rondônia participou da edição 2024 da feira Anuga Select Brazil, nesta terça-feira (9), projeto de origem alemã, que é considerada a ma

Pronampe 2024: é uma excelente alternativa de crédito

Pronampe 2024: é uma excelente alternativa de crédito

Para muitos empresários das micro e pequenas empresas inclusive MEI’s , a manutenção da saúde financeira de seus negócios é um desafio constante, es

Gente de Opinião Sexta-feira, 12 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)