Porto Velho (RO) domingo, 21 de outubro de 2018
×
Gente de Opinião

Cultura

Valverde na audiência para registro da Festa do Divino


Valverde participa de audiência para registro da Festa do Divino em Patrimônio Imaterial Brasileiro

O deputado Federal Eduardo Valverde(PT/RO) participará nesta sexta-feira(14), no município de Costa Marques, Rondônia, da Audiência Pública para a inclusão da Festa do Divino no registro do Patrimônio Imaterial Brasileiro. Com o registro, será preservada uma festa tradicional que acontece a 113 anos no estado.

A Festa do Divino nasceu na Ilha das Flores por iniciativa de um grupo de negros católicos que se instalaram no Vale do Guaporé, onde viviam em harmonia com os índios e com a natureza. Com o tempo transformaram esse ambiente em verdadeiros quilombos como Vila Bela da SS, Trindade (MT) e outros povoados ao longo do rio. Os negros nativos estão mais concentrados nas Regiões de Guajará, Costa Marques e no Alto Guaporé, onde mantêm costumes e tradições de grande riqueza, como a famosa Festa do Divino.

Para Valverde o registro é uma forma de proteger e perpetuar esse festejo, para que as gerações futuras possam saber como agiam seus antepassados, com seus rituais, suas formalidades desse tipo de atividade religiosa-cultural.

"O registro é como se fosse um tombamento histórico. É um reconhecimento para que se torne um patrimônio imaterial histórico do Brasil, para que não só Rondônia, mas as demais regiões do Brasil conheçam essa festividade e venham compreender seu significado. Esse ato é uma proteção a um valor imanente de um festejo de caráter religioso, cultural e étnico", ressaltou.

O registro é concedido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional(IPHAN), em cumprimento ao artigo 216 da Constituição Federal , que define patrimônio cultural as criações científicas, artísticas e tecnológicas, obras, objetos, documentos, edificações, manifestações artístico-culturais; conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e científico. A Constituição também estabelece que cabe ao poder público, com o apoio da comunidade, a proteção, preservação e gestão do patrimônio histórico e artístico do país.

Entre os inventários concedidos pelo Programa Nacional do Patrimônio estão

O Círio de Nossa Sra. de Nazaré, em Belém/PA; Ofício das Baianas de Acarajé, em Salvador/BA; a Viola de Cocho, em Mato Grosso do Sul ; o Jongo, no Rio de Janeiro ;
a Cerâmica Candeal, em Minas Gerais; o Bumba-Meu-Boi/MA, e o Museu Aberto do Descobrimento, na Bahia.

Participarão da Audiência Pública, o Superintendente Regional do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Beto Bertagna; Parlamentares da Bancada Federal de Rondônia, além de Técnicos do Departamento de Patrimônio Material (Depam).

Audiência Pública será realizada dia 14 de setembro, às 10 horas, no Bosque do Santuário do Divino Espírito Santo, na Avenida Mamoré- Centro- Costa Marques(RO).

Fonte: Leila Denise

Mais Sobre Cultura

Wankabuki apresenta peça “À Margem” em três cidades de Rondônia

Wankabuki apresenta peça “À Margem” em três cidades de Rondônia

O Grupo de Teatro Wankabuki, de Vilhena (RO), realizará entre os dias 17 e 26 de outubro uma série de apresentações da peça “À Margem” nos municípios

Professor Aleks Palitot doa livros para escola municipal infantil

Professor Aleks Palitot doa livros para escola municipal infantil

Na tarde de quinta-feira (11), o Professor Aleks Palitot visitou a Escola Municipal de Educação Infantil Prof.ª Ronilza Cordeiro Afonso Dias, na Zona