Porto Velho (RO) domingo, 22 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Cultura

UNE quer prova opcional do Exame Nacional para todos que se sentirem prejudicados


 
Amanda Cieglinski
 Agência Brasil

Brasília – A União Nacional dos Estudantes (UNE) quer que o Ministério da Educação (MEC) aplique uma segunda edição opcional do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2010, sem anular as provas aplicadas no último fim de semana. Essa é a solução que a entidade defende para que não haja prejuízo aos estudantes em função dos erros que ocorreram durante a avaliação.

O MEC quer reaplicar o Enem apenas para o grupo específico de estudantes afetados pela falta de parte do exame no caderno de provas. No entanto, a Justiça Federal no Ceará suspendeu o Enem e quer que todo o exame seja refeito porque um lote de 21 mil cadernos de prova amarelos apresentou defeito de montagem e não continha todas as 90 questões aplicadas no sábado (6).

A UNE criou uma central para receber reclamações de participantes e já contabiliza cerca de 850 contatos, via e-mail e ligações telefônicas. Além do erro nos cadernos amarelos, outro problema ocorreu na folha em que os estudantes marcam as respostas das questões, que estava com o cabeçalho das duas áreas trocado – ciências humanas e ciências da natureza. Apesar das questões de 1 a 90 seguirem uma ordem numérica, o erro pode ter induzido candidatos a marcar o gabarito de forma incorreta.

Além de queixas sobre esses dois principais problemas, a UNE também recebeu reclamações de participantes que se disseram afetados pela falta de preparo dos fiscais de prova em orientá-los, uso de materiais proibidos pelo edital – como celular e relógio – e tumultos causados durante a aplicação em função dos erros da prova. Por isso, a entidade é contra a anulação do exame para que a maioria possa ter acesso a sua nota, mas é favorável a uma segunda prova para todos os estudantes que se sentiram lesados.

“O exame não deve ser anulado já que mais de 3 milhões fizeram a prova sem problemas, em condições adequadas e têm direito a uma nota. Defendemos que todos os que foram prejudicados tenham direito a refazer o exame e estamos convencidos que não há como definir esses critérios [de quem foi ou não prejudicado]. A saída mais equilibrada é fazer um segundo Enem opcional e quem quiser participar abre mão da sua nota inicial”, defende o presidente da entidade, Augusto Chagas.

De acordo com Chagas, a UNE pediu uma audiência com o ministro da Educação, Fernando Haddad, para apresentar a proposta. Os candidatos podem entrar em contato com a entidade pelo endereço eletrônico enem2010@une.org.br ou pelo telefone (0xx11) 2771-0792, de segunda à sexta-feira, das 9h às 17h.

Mais Sobre Cultura

Festival Estudantil Rondoniense de Artes inicia fase estadual nesta quinta-feira

Festival Estudantil Rondoniense de Artes inicia fase estadual nesta quinta-feira

O Festival Estudantil Rondoniense de Artes (Fera) realizado pelo Governo de Rondônia inicia a fase final nesta quinta-feira (19) com a Cerimônia d

Palco Giratório é sucesso de público em Porto Velho

Palco Giratório é sucesso de público em Porto Velho

O Festival Palco Giratório é o maior intercâmbio das artes cênicas do país. Promovido pelo Sistema Fecomércio através do Serviço Social do Comércio-

Filme Caçambada Cutuba estréia nesta sexta-feira, 13

Filme Caçambada Cutuba estréia nesta sexta-feira, 13

O filme documentário Caçambada Cutuba estréia nesta sexta-feira, 13 de setembro, às 19h30, no Teatro Guaporé, em Porto Velho, com entrada gratuita.C

 Festas Às Nações acontece no Porto Velho shopping

Festas Às Nações acontece no Porto Velho shopping

O festival gastronômico internacional que está na sua 8ª edição reúne a culinária típica de diversas nacionalidades estrangeiras, com o propósito de i