Porto Velho (RO) segunda-feira, 20 de janeiro de 2020
×
Gente de Opinião

Cultura

Senadora defende políticas de integração para educação de jovens e adultos


Senadora defende políticas de integração para educação de jovens e adultos  - Gente de Opinião

   

Ao participar hoje (28) pela manhã da abertura da III Oficina de Trabalho da Agenda de Desenvolvimento Territorial Integrado de Alfabetização de Educação de Jovens e Adultos, a presidente da Comissão de Educação do Senado, senadora Fátima Cleide, fez uma defesa das ações que estão sendo realizadas pela Secretaria de Educação Continuada, A    lfabetização e Diversidade (Secad), do Ministério da Educação, e manifestou que está à disposição para colaborar com o avanço das políticas, especialmente para a alfabetização e educação de jovens e adultos.
 
Promovida pela Secad, a III Oficina de Trabalho foi aberta pelo secretário André Lázaro.  Ele fez referências ao trabalho desenvolvido pela senadora Fátima no Senado com relação ao fortalecimento de políticas de direitos humanos, especialmente do grupo LGBTs. “Fátima é uma grande parceira no combate ao preconceito. Quem tem preconceito contra homossexuais geralmente tem contra idosos, portadores de deficiência, índios. O preconceito é uma questão de atitude. A educação é capaz de nos tornar livres, mudar a atitude”, disse.
 
A Agenda de Desenvolvimento Territorial Integrado de Alfabetização de Educação de Jovens e Adultos foi criada na gestão de Lázaro, após verificar em contato com gestores de educação do Norte e Nordeste a necessidade de difusão para o conjunto dos estados das práticas de integração de ações entre o Programa Brasil Alfabetizado e a Educação de Jovens e Adultos.   
Nessa III Oficina de Trabalho, que se realiza até 30 de abril, estão reunidos cerca de 400 profissionais da educação do país, no hotel Gran Bittar, em Brasília, onde acontece o evento. Da abertura participaram, além da senadora Fátima e do secretário André Lázaro, o representante da Unesco Vicent Defourny e a secretária de Educação do Pará, Maia do Socorro Coelho.     
 
No painel de debates desta terça-feira estão os temas “Desenvolvimento Territorial e a Intersetorialidade de Políticas Públicas” e “Agenda territorial: Articulação político-institucional, planejamento estratégico, controle social e desafios para a consolidação da política pública de Educação de Jovens e Adultos”. No final da tarde, cinco grupos temáticos se reúnem para definir propostas.
 
Na tarde desta quarta-feira, o tema em discussão é “Desafios e perspectivas da intersetorialidade das políticas públicas para o planejamento e controle social da EJA”. A seguir serão desenvolvidos os trabalhos em grupo. No dia 30, último dia de atividades, o tema é Controle Social de políticas públicas em educação de jovens e adultos: como garantir o direito de todos à educação de qualidade?  

Fonte: Mara Paraguassu

Mais Sobre Cultura

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Aprovado pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo `Cultura e com o apoio do SICOOB, O Instituto Cultural Villa-Lobos de Port

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Apaixonada pelas rimas, com dedicação à poesia e à prosa desde os 7 anos, a poetisa Maria de Nazaré Melo, 52 anos, não poupou elogios ao falar do proj

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Com uma belíssima iluminação decorativa e apresentações culturais, a Praça Getúlio Vargas tornou-se um dos lugares mais visitados nesse fim de ano em

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

O Dia Nacional do Samba, foi comemorado em todo país na segunda-feira (02) e para celebrar a data com muita alegria e gingado, o que o ritmo proporcio