Porto Velho (RO) sábado, 20 de outubro de 2018
×
Gente de Opinião

Cultura

Senado comemora Dia do Bibliotecário com lançamento de catálogo, livro e exposição



Em cerimônia na noite desta terça-feira (9), realizada na Biblioteca Acadêmico Luiz Viana Filho, o Senado Federal comemorou o Dia do Bibliotecário (12 de março) com a presença de senadores, servidores e convidados. Na ocasião, foi lançado o Catálogo de Obras Raras e Valiosas da Coleção Luiz Viana Filho e aberta a exposição Biblioteca Escolar: Tudo começa aqui. Também foi lançado o livro Avaliação de Usabilidade na Internet, de José Antonio Machado do Nascimento e Sueli Angélica do Amaral.

"Somente os povos que amam os livros aprendem a amar a liberdade e ambicionar o progresso" é a frase do ex-senador e ex-presidente do Senado Luiz Viana Filho que abre o catálogo. Vários exemplares de sua coleção foram digitalizados pelo Senado e todos estão arquivados na sala cofre da biblioteca. De acordo com informação constante do próprio catálogo, algumas dessas obras tem valor incalculável e são, inclusive, exemplares únicos.

Foram selecionadas 275 obras raras para compor o projeto. Os critérios escolhidos foram a antiguidade da obra; seu valor histórico, cultural e literário; sua importância no universo dos bibliófilos, pesquisadores e historiadores; e as edições consideradas especiais no mercado editorial.

O prefácio do catálogo foi escrito pelo bibliófilo José Mindlin - que morreu em fevereiro deste ano - e era amigo de Luiz Viana Filho. Mindlin destaca que são poucas as pessoas que poderiam se gabar de uma cultura tão vasta quanto à do falecido senador.

Na apresentação do Catálogo, o presidente do Senado, José Sarney, conta como se deu o processo de aquisição dos livro de Luiz Viana. Depois que o ex-senador e ex-governador da Bahia morreu, em 1990, Sarney, que presidia o Senado à época, iniciou a compra. Seu sucessor, o ex-senador Antonio Carlos Magalhães, concluiu a negociação.

"A família - dona Juju e os filhos - preocupava-se mais com a preservação da integridade do acervo do que com seu valor material, e o que pediam era justamente que a biblioteca não fosse dispersa em meio ao resto da Biblioteca do Senado, mas mantida como uma coleção à parte. Durante as negociações e a avaliação feita por vários experts, em 1997, foram incorporados os 11 mil volumes", lembra Sarney.

O Catálogo é dividido em dez partes: Textos Históricos dos Séculos XVIII E XIX; Textos do Império Português; Viagens e Descrições; História do Brasil; Política, Administração e Direito; Abolicionismo; Política Externa Brasileira; Obras de Autores Biografados por Luiz Viana Filho (Machado de Assis, José de Alencar, Barão do Rio Branco etc.); e Literatura Portuguesa e Brasileira.

Participaram da cerimônia presidida pela diretora da Biblioteca, Simone Bastos Vieira, os senadores Gerson Camata (PMDB-ES) e Heráclito Fortes (DEM-PI); o diretor-geral Haroldo Tajra; a secretária-geral da Mesa Cláudia Lyra; os presidentes dos Conselhos Federal e Regional de Biblioteconomia, entre outros. 

Fonte: Agência Senado

Mais Sobre Cultura

Wankabuki apresenta peça “À Margem” em três cidades de Rondônia

Wankabuki apresenta peça “À Margem” em três cidades de Rondônia

O Grupo de Teatro Wankabuki, de Vilhena (RO), realizará entre os dias 17 e 26 de outubro uma série de apresentações da peça “À Margem” nos municípios

Professor Aleks Palitot doa livros para escola municipal infantil

Professor Aleks Palitot doa livros para escola municipal infantil

Na tarde de quinta-feira (11), o Professor Aleks Palitot visitou a Escola Municipal de Educação Infantil Prof.ª Ronilza Cordeiro Afonso Dias, na Zona

SESC abre inscrições para exposição  e oficina de fotografia em Porto Velho

SESC abre inscrições para exposição e oficina de fotografia em Porto Velho

A exposição será realizada na rua Euclides da Cunha, com inscrições e impressões gratuitas no formato lambe-lambe