Terça-feira, 16 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Cultura

São Lucas mostra resultado de estudos sobre biodiesel


A Faculdade São Lucas apresentou, durante o 57º Congresso Nacional de Botânica, realizado na primeira quinzena deste mês em Gramado (Rio Grande do Sul), resultado da pesquisa sobre Estudo das Potencialidades da Produção de Óleo de Babaçu no Baixo Rio Madeira para Produção de Biodiesel, coordenado pelo Doutor Anselmo Ferrer, com a participação das Mestras Ana Cristina Ramos de Souza e Laís Mary Lisboa, da Faculdade São Lucas, e Renita Trigueiro, da Unir, Carolina Carneiro, do Ibama, e acadêmicos do curso de Biologia de ambas as instituições de ensino.

Primeiramente foram visitadas 12 Comunidades ribeirinhas (Porto Chuelo, Muntuns, Distrito de São Carlos, Terra Caída, Curicacas, Santa Catarina, Nazaré, Resex Cuniã, Itacoã, Niterói, Maravilha, Cujubim e São Sebastião). A seleção da área baseou-se na proposta de continuidade aos trabalhos iniciados com o Projeto Negócios Sustentáveis do Baixo Rio Madeira (Ministério do Meio Ambiente) para diagnóstico, mobilização e fortalecimento comunitário e apoio a iniciativas promissoras sustentáveis.

Inicialmente foram selecionadas quatro áreas: São Carlos, Cujubim, Conceição e Cuniã. O trabalho visa avaliar a potencialidade econômica das espécies de palmeiras de babaçu do Baixo Rio Madeira, em Porto Velho, para a produção de óleos, visto que são que de grande importância econômica, social e ambiental. A cultura extrativista das populações da Amazônia inclui a prática da colheita de frutos dessas palmeiras utilizadas em diversos fins, principalmente porque na região do Baixo Rio Madeira existem culturas nativas que podem ser beneficiadas com o potencial de desenvolvimento oferecido pelo biodiesel, especialmente as oleaginosas, como soja, girassol, algodão, mamona e dendê, dentre outras.

O projeto incluiu, ainda, um levantamento fitossociológico da área, bem como a fenologia e a extração e caracterização os principais compostos contidos na semente e polpa dos frutos de buriti e babaçu para produção de biodiesel. A proposta é aumentar a renda familiar das comunidades do Baixo Madeira, com a utilização dessas palmeiras para biodiesel. Como resultado foi constatado que é grande a diversidade e a quantidade de palmeiras por metro quadrado, mostrando a grande viabilidade para a produção de óleo de babaçu para o biodiesel.

Fonte: Chagas Pereira

Gente de OpiniãoTerça-feira, 16 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Programa francês de rádio disponibiliza arquivos do especial de música rondoniense

Programa francês de rádio disponibiliza arquivos do especial de música rondoniense

A inserção da música rondoniense em uma programa radiofônico de Marselha, a segunda maior cidade da França, está disponível de forma permanente em u

Estudantes de Jornalismo da Unir lançam revista sobre música de Rondônia

Estudantes de Jornalismo da Unir lançam revista sobre música de Rondônia

Uma reunião estratégica foi realizada no último dia 04, no gabinete do governador de Rondônia, Coronel Marcos Rocha. O Diretor-Superintendente do Se

Escola Pé de Murici recebe atividades do Projeto Cine Itinerante "Do mar do Caribe à beira do Madeira" nesta sexta-feira (05)

Escola Pé de Murici recebe atividades do Projeto Cine Itinerante "Do mar do Caribe à beira do Madeira" nesta sexta-feira (05)

Nesta sexta-feira (05 de julho), as ações do Projeto Cine Itinerante “Do mar do Caribe à beira do Madeira: Educação, Arte e Cultura cinematográfica

Gente de Opinião Terça-feira, 16 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)