Porto Velho (RO) sábado, 18 de janeiro de 2020
×
Gente de Opinião

Cultura

S.Lucas coordena campanha conscientização sobre o ruído


 
A Faculdade São Lucas coordena, em Rondônia, a campanha nacional referente ao dia internacional de conscientização sobre o ruído, cujas atividades serão desencadeadas nesta quarta-feira, dia 27 (manhã e tarde) em vários pontos da cidade de Porto Velho. Serão desenvolvidas atividades lúdicas sobre os efeitos do ruído para a saúde e meio ambiente (escolas de ensino fundamental), orientação e distribuição de folderes à população (centro empresarial), orientação sobre implicações do ruído no ambiente hospitalar (Hospital de Base), medição dos níveis de pressão sonora e orientação sobre os efeitos da poluição sonora para a saúde e meio ambiente (Praça Jonathas Pedrosa), divulgação dos níveis de pressão sonora, orientação sobre os efeitos do ruído para a saúde e meio ambiente, inclusive os efeitos de música eletronicamente amplificada, além de palestras e orientações aos acadêmicos e professores sobre os efeitos da poluição sonora à saúde (campus da Faculdade São Lucas), orientação à população sobre os efeitos da poluição sonora à saúde (Policlínica Oswaldo Cruz), orientação à população freqüentadora de bares e restaurantes (Avenida Pinheiro Machado), com o apoio da Polícia Militar Ambiental.

Coordenada pelas professoras Ana Karolina Bassi e Liliane Barbosa Rodrigues, do Curso de Fonoaudiologia da Faculdade São Lucas, a campanha de conscientização sobre o ruído alerta que a poluição sonora é considerada um sério problema de saúde pública mundial. Estudos indicam que o ruído está entre os principais agentes causadores de estresse, insônia, depressão e outros sintomas que levam a mudanças físicas e psicológicas negativas nos seres humanos. “Os efeitos não são imediatos porque dependem do nível de intensidade do ruído, tempo de exposição e predisposição pessoal. Eles aparecem com o tempo e são cumulativos”, alerta a fonoaudióloga Liliane Barbosa Rodrigues. Os efeitos do ruído na saúde têm início insidioso e lentamente progressivo porque geralmente as pessoas não tomam consciência da gravidade do problema. Dentre os efeitos do ruído no ser humano estão perda temporária ou permanente da audição, insônia, irritabilidade e agitação, depressão, dificuldade de concentração, tontura e dor de cabeça, alterações gástricas e intestinais e hipertensão. “Nesta quarta-feira haverá um minuto de silêncio, entre 14h25 e 14h26, para destacar o impacto do ruído, proporcionando uma conscientização sobre este mal que não enxergamos, mas sentimos”, complementa Liliane Rodrigues.

Fonte: Chagas Pereira
 

Mais Sobre Cultura

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Aprovado pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo `Cultura e com o apoio do SICOOB, O Instituto Cultural Villa-Lobos de Port

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Apaixonada pelas rimas, com dedicação à poesia e à prosa desde os 7 anos, a poetisa Maria de Nazaré Melo, 52 anos, não poupou elogios ao falar do proj

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Com uma belíssima iluminação decorativa e apresentações culturais, a Praça Getúlio Vargas tornou-se um dos lugares mais visitados nesse fim de ano em

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

O Dia Nacional do Samba, foi comemorado em todo país na segunda-feira (02) e para celebrar a data com muita alegria e gingado, o que o ritmo proporcio