Porto Velho (RO) sexta-feira, 24 de janeiro de 2020
×
Gente de Opinião

Cultura

Revista Científica destaca estudo sobre colonização do Vale do Madeira


 
Revista Científica da São Lucas destaca estudo sobre colonização e questões ambientais do Vale do Madeira

O trabalho científico “O Rio e os Tempos: Reflexões sobre a colonização e as questões ambientais do Vale do Madeira entre os séculos XVII e XXI”, de autoria do professor Marco Antônio Domingues Teixeira, é um dos destaques da segunda edição da Revista Eletrônica Saber Científico, da Faculdade São Lucas. O objetivo do estudo, segundo o autor, é fomentar uma reflexão sobre as relações dos homens com o mundo natural no meio amazônico, mais exatamente a partir do rio Madeira e das sociedades que se fixaram em suas margens. “Procuramos estabelecer uma visão de amplo espectro sobre as relações entre as populações colonizadoras das margens do rio Madeira e a relação estabelecida entre os homens e o rio em todos os processos históricos desencadeados pelos povos e sociedades que ocuparam as margens desse rio”, diz o professor. O trabalho apresenta as mudanças e permanências sofridas pelo rio a partir das diversas ocupações humanas em suas margens, em função da diversidade das explorações dos recursos naturais e dos modelos econômicos a ele vinculados. “O rio Madeira é, de forma inequívoca, o elemento mais constante e importante em todos os processos e projetos de ocupação, colonização e exploração da região”, salienta o pesquisador.

Marco Antônio Domingues Teixeira elaborou o estudo com o propósito de induzir à reflexão sobre as relações históricas e socioambientais que marcaram a formação das sociedades das margens do rio Madeira. Segundo ele, a história ambiental procura oferecer aos homens do início do século XXI elementos capazes de viabilizar estudos, análises e reflexões sobre as relações históricas do homem com o meio natural, contribuindo para o enriquecimento de um debate que, até há pouco tempo, era restrito às Ciências Biológicas e Ambientais.  “Nesse contexto, devemos nos lembrar que a História da Amazônia é, em essência, uma fonte inesgotável e, ainda, razoavelmente inexplorada, para o trabalho de historiadores ambientalistas, e o rio Madeira apresenta-se como o elemento natural mais constante em todos os textos, narrativas e imagens que tratam da história local”, acrescenta.

Confira a íntegra do artigo científico do professor Marco Teixeira, acessando www.saolucas.edu.br/rcientifica.

Fonte: Chagas Pereira

Mais Sobre Cultura

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Aprovado pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo `Cultura e com o apoio do SICOOB, O Instituto Cultural Villa-Lobos de Port

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Apaixonada pelas rimas, com dedicação à poesia e à prosa desde os 7 anos, a poetisa Maria de Nazaré Melo, 52 anos, não poupou elogios ao falar do proj

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Com uma belíssima iluminação decorativa e apresentações culturais, a Praça Getúlio Vargas tornou-se um dos lugares mais visitados nesse fim de ano em

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

O Dia Nacional do Samba, foi comemorado em todo país na segunda-feira (02) e para celebrar a data com muita alegria e gingado, o que o ritmo proporcio