Porto Velho (RO) quarta-feira, 22 de janeiro de 2020
×
Gente de Opinião

Cultura

REVEILLON: Banda Semáforo 89 e Beto Cezar



A festa da passagem de ano no Pub Pioneiros vai contar com nada-mais nada-menos que duas atrações locais, que vêm se destacando na noite de Porto Velho. Trata-se do sambista Beto Cezar, que em breve embarca para o Rio de Janeiro, onde grava seu 3º CD com a direção de Carlos Cola e produção de Alceu Maia e a Banda Semáforo 89 cujo repertório é à base de sucessos dos anos 70, 80 e 90. A programação começa exatamente com a apresentação da Semáforo 89 que vai preparar as moçada para a festa da virada com muito rock nacional, disco music, dance reggae e musicas lentas.

Sobre a banda Semáforo 89

“Não da pra lembrar muito bem "o como tudo começou", pois são vidas em que idéias fluem paralelamente, em cada uma delas a cada minuto que passa. Principalmente se tratando de três amigos de infância (onde muitos movimentos levaram para o grande momento da montagem/criação). É certo que em outubro de 2002 os cinco amigos: Daniel, Tiago, Phablo, Vam e Marcel subiram nas Escadarias da Unir Centro para fazerem a primeira apresentação da Semáforo 89. Naquele tempo entorpecidos pelos sons britânicos de Oasis e Travis. O repertório inovador, para a pequena e quase pacata Porto Velho, agradou o público universitário. Vieram assim várias apresentações nas "Unirs". Dentre elas eventos marcantes, como as quatro ultimas edições do tradicional e "inútil" Gustapira, o Cuca - PVH e o saudoso Unir Rock Gol, que teve como prato principal uma das influências da banda, os gaúchos do Nenhum de Nós. Vale lembrar que foram muitos os integrantes que participaram e contribuiram, de qualquer forma, na trajetória da Semáforo 89. Tivemos: Phablo (baixista da Sedna), Hélio (guitarrista da Coveiros), Pablão (batera da Merda Seca) e alguns outro individuos desocupados que se iludiram na Vila Tupi. Bem, logo o "cenário universitário" ficou (de certa forma) mesquinho e saturado. Era hora de procurar novos céus pra bater asas. Outra corrente musical da banda é o inesquecivel som dos anos 80, o que ajudou os caras a conseguir rapidamente espaço nos bares e casas noturnas da cidade. Em agosto de 2005 a banda se apresentava pela primeira vez no Zé Beer, então importante buteco rock in roll de PVH. Os caras fariam o pré show dos acreanos da Los Porongas. A aceitação foi boa e logo vieram repetidos convites para tocar em diversos eventos, em toda a cidade. Em 2006 era a hora de mostrar os filhos ao mundo, o grupo entra no circuito independente de bandas, para mostrar as composições e os devaneios próprios”. (Fonte blog da banda). 

Hoje a principal característica da banda é o “Retrô anos 70, 80 e 90”. A formação atual, conta com Daniel Duarte (voz e guitarra base), Alliene (vocal), Santiago (baixo), Binho (guitarra solo) e Pablo (bateria).

Sobre Beto Cezar

Augusto Cezar ou apenas Beto Cezar como é mais conhecido, começou como músico sambista, tocando banjo no grupo de pagode da escola de samba “Pobres do Caiari” em meados da década de 1980. Depois de muitos carnavais acompanhando os puxadores de samba enredo da Caiari e Castanheira, Beto Cezar resolveu investir em sua carreira solo e então gravou seu primeiro CD com sambas de sua autoria e de compositores locais como Bainha, Ernesto e Silvio Santos. Não concordando com a falta de apoio em sua cidade natal Porto Velho, se aventurou até São Paulo onde fez amizade com o compositor e cantor Royce do Cavaco que produziu seu segundo CD “Amor ao Samba”, que já vendeu mais de cinco mil cópias. Beto viu que para se conseguir alguma coisa no mundo do samba era preciso investir na amizade com sambistas consagrados. Assim, partiu para o Rio de Janeiro e se enturmou. “Entre tantas amizades que fiz a que mais rendeu frutos foi a do Carlos Cola (um dos mais consagrados compositores brasileiros), que acreditou no meu potencial e se propôs a produzir meu próximo CD”. Beto Cezar embarca em fevereiro para o Rio de Janeiro onde entra em estúdio para gravar o tão sonhado 3º CD. 

Para o réveillon do Pub Pioneiros Beto Cezar está ensaiando um repertório recheado de samba enredo. Sua apresentação começa à uma hora da madrugada do dia 1º de janeiro de 2010.

Fonte: Sílvio Santos

Mais Sobre Cultura

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Aprovado pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo `Cultura e com o apoio do SICOOB, O Instituto Cultural Villa-Lobos de Port

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Apaixonada pelas rimas, com dedicação à poesia e à prosa desde os 7 anos, a poetisa Maria de Nazaré Melo, 52 anos, não poupou elogios ao falar do proj

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Com uma belíssima iluminação decorativa e apresentações culturais, a Praça Getúlio Vargas tornou-se um dos lugares mais visitados nesse fim de ano em

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

O Dia Nacional do Samba, foi comemorado em todo país na segunda-feira (02) e para celebrar a data com muita alegria e gingado, o que o ritmo proporcio