Porto Velho (RO) sábado, 25 de janeiro de 2020
×
Gente de Opinião

Cultura

Projeto que busca inclusão musical é lançado na zona leste


Projeto que busca inclusão musical é lançado na zona leste - Gente de Opinião
Trabalhar a inclusão musical da comunidade que mora no entorno da escola. Esse é o principal objetivo do projeto “Música na Comunidade Escolar”, lançado nesta quinta feira, 16, pela Prefeitura de Porto Velho. O projeto é executado pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio da escola Municipal de Música Som na Leste. A primeira instituição a receber o projeto foi a Escola Estadual Maria Carmosina, no Tancredo Neves.

O pátio do estabelecimento ficou lotado de estudantes e pessoas da comunidade para recepcionar os professores músicos e os alunos da escola de música que se preparavam para fazer suas apresentações. O diretor da Maria Carmosina, Júnior Freire, agradeceu a direção da escola Som na Leste, por ter escolhido o estabelecimento que dirige para fazer o lançamento do projeto. ‘Esse projeto da prefeitura é muito importante porque ele trabalha a inclusão da comunidade no contexto da arte musical. Apesar de termos na escola uma banda musical, uma fanfarra, que é uma das melhores do Estado, nunca havíamos tido antes a oportunidade de oferecer aos nossos alunos um dia todo dedicado à música”, disse o diretor.


Cidadania

O professor Remis Ferreira, diretor da Som na Leste, explicou que o projeto nasceu da necessidade de se levar a música a comunidade, mostrando o trabalho que é feito pela instituição, valorizar o trabalho desenvolvidos pelos professores e alunos da escola de música e trabalhar a formação de platéia. “Com essa iniciativa, estamos buscando a universalização da música na cidade em Porto Velho. Este é o embrião de um projeto que poderá ser estendido à toda cidade. Estamos primeiro trabalhando aqui na zona leste com as escolas parceiras por estarem mais próximas de nós. E o projeto será realizado sempre no final do semestre”, explicou Remis Ferreira.

O Música na Comunidade Escolar consiste na apresentações dos alunos e professores da escola de música. As apresentações ocorrem nos três turnos obedecendo a escala de trabalho. Quem leciona pela manhã se apresenta com os alunos pela manhã e assim sucessivamente.

Remis lembrou ainda que os Parâmetros Curriculares Nacional prevê a abertura de espaço da música a um maior número de ouvintes acolhendo-os, contextualizando-os e oferecendo acesso a obras que significativas para o desenvolvimento intelectual como atividade de apreciação e produção cultural .

O documento afirma ainda que, para que a aprendizagem e apreciação da música possa ser fundamentadas na formação do cidadão, é necessário que todos tenham a oportunidade de participar ativamente do processo musical. ”Então, incentivar a promoção de shows, concertos, eventos da cultura popular e outras manifestações musicais e proporcionar condições para uma apreciação rica e ampla, onde se aprenda a valorizar os momentos importantes em que a música se inscreve e insere-se no tempo e na história de cada um”, explicou o diretor da escola de música.Projeto que busca inclusão musical é lançado na zona leste - Gente de Opinião


Programação

O projeto foi aberto com a apresentação do coral dos alunos de Musicalização Infantil I, que cantaram “Peixe Vivo” e “Gato na Tuba”. Em seguida os alunos de flauta, ainda do curso de Musicalização Infantil I, apresentaram três músicas: “A Canção da Pipa”, “A Barquinha” e “Sr. Capitão”. A professora Gilvana (teclado) e os alunos Saionara e Higor, apresentaram “Over the Rainbow, de Harold Arlen, trilha do filme “O Mágico de Oz, imortalizada na voz da atriz Judy Garland. O coro infanto-juvenil, regido pela professora Ádina Ferreira, encerrou as apresentações da manhã. No repertório mais três músicas: Alecrim, Primavera e O Grande Artista.

Os alunos do curso de Musicalização Infantil do segundo turno abrem a programação do período da tardes. Eles se apresentarão no coral e no conjunto “Flauta e Bandinha“. Na sequência, haverá a apresentação individual de alunos: René de Oliveira, cantará “Com Prazer Nos Congregamos”; Vitória Caroline (Light Ly Row); Maurício Neves ((Waltz Of the Chrismas Toys; José Brasil (Canção da América); Ana Sara e Esdras Sued (Vanilla Mood) e Lucas Lima (Beautifull Browt Eyes). Todos serão acompanhados pelo professor Tiago Sales, ao teclado. O coro infanto-juvenil, regido elo professor Remis Michel, fecham a programação da tarde.

A programação prossegue à noite com a Orquestra de Violões, que apresentará as músicas “Suíte dos Pescadores (Dorival Caymmi), Asa Branca (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira) e Azul da Cor do Mar (Tim Maia). Haverá ainda as apresentações dos alunos do Curso de Teoria II, coro adulto e da Bing band Som na Leste, formada por professores da escola e convidados.

Fonte: Joel Elias
Foto: Medeiros    

Mais Sobre Cultura

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Aprovado pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo `Cultura e com o apoio do SICOOB, O Instituto Cultural Villa-Lobos de Port

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Apaixonada pelas rimas, com dedicação à poesia e à prosa desde os 7 anos, a poetisa Maria de Nazaré Melo, 52 anos, não poupou elogios ao falar do proj

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Com uma belíssima iluminação decorativa e apresentações culturais, a Praça Getúlio Vargas tornou-se um dos lugares mais visitados nesse fim de ano em

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

O Dia Nacional do Samba, foi comemorado em todo país na segunda-feira (02) e para celebrar a data com muita alegria e gingado, o que o ritmo proporcio