Porto Velho (RO) domingo, 26 de junho de 2022
×
Gente de Opinião

Cultura

Portal Memórias Indígenas fortalece a identidade de diversos povos com a valorização de seus saberes e ancestralidades

Toda plataforma possui conteúdos de trajetórias de povos indígenas através de seus pontos de memórias, trajetórias e experiências interculturais.


Portal Memórias Indígenas fortalece a identidade de diversos povos com a valorização de seus saberes e ancestralidades - Gente de Opinião

Com a finalidade de fortalecer as pesquisas acadêmicas com os povos indígenas, protagonizando os saberes deste povo, a Universidade Federal de Rondônia (Unir), juntamente com diversos pesquisadores e indígenas, desenvolveram a Plataforma Memórias Indígenas. 

O projeto apresenta um acervo digital dos saberes, das memórias e da cosmologia de treze povos que vivem no estado de Rondônia e no noroeste de Mato Grosso. O intuito é valorizar e fortalecer o registro de seus saberes ancestrais, além de ampliar a pesquisa de estudantes, professores e pesquisadores no contexto de pesquisas voltadas para Licenciatura em Educação Intercultural (DEINTER-UNIR). 

O portal projetomemoriasindigenasro.unir.br , iniciou no ano de 2016 a partir do Edital Povos Originários do Brasil da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em parceria com o Ministério da Cultura com o objetivo de protagonizar os povos indígenas, valorizando seus saberes, fortalecendo suas ancestralidades, todos agrupados na plataforma digital. 

Neste ano, todo o conteúdo disponível conta com uma remodelação da plataforma, em razão dos recursos da Lei Aldir Blanc, na 2ª Edição Marechal Rondon, da Superintendência da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer de Rondônia (SEJUCEL). 

Com conteúdos de interesse dos povos indígenas e suas formas de escrita e dinâmicas relacionadas às complexidades culturais em tempos atuais, o portal possui editorias como entrevistas, oficinas, rodas de conversas tanto em espaços acadêmicos como em reuniões políticas; editoria de pescarias, banhos de rios, rodas de chicas e pontos de memórias. 

Toda plataforma possui conteúdos de trajetórias de povos indígenas através de seus pontos de memórias, trajetórias e experiências interculturais. 

Para as professoras Roseline Mezacasa e Maria Lúcia Cereda Gomide, coordenadoras da iniciativa do Departamento de Educação Intercultural Indígena da Unir, o Projeto Memórias Indígenas, fortalece a representação destes povos, criando um território de conhecimento online, que se apresenta aos não indígenas a rica diversidade dos povos que vivem no estado de Rondônia e noroeste de Mato Grosso.

Galeria de Imagens

Mais Sobre Cultura

O menino do coração de ferro

O menino do coração de ferro

Dia 26 de Junho às 20h de Rondônia e às 21h de Brasília no canal do YouTube do Conexão Norte o Autor Fabiano Barros lança o audiobook O MENINO DO CORA

Invisibilidade, transfobia e violência são temas abordados no vídeo-teatro performativo “Corpo do Prazer” que estreia no sábado (25)

Invisibilidade, transfobia e violência são temas abordados no vídeo-teatro performativo “Corpo do Prazer” que estreia no sábado (25)

O clima é de expectativa para o acadêmico da Licenciatura em Teatro da Universidade Federal de Rondônia (UNIR), Ádamo Teixeira. Isso porque neste sá

Banda Sala 8 lança o álbum “Viva o hoje”

Banda Sala 8 lança o álbum “Viva o hoje”

A Banda de pop rock de porto velho, chamada Sala 8, vem trazendo novidades este ano. Com influências de bandas de rock nacionais e internacionais, c

Lançamento do livro “Foco Nelas”: mulheres nos Bastidores na cena teatral do Acre e de Rondônia

Lançamento do livro “Foco Nelas”: mulheres nos Bastidores na cena teatral do Acre e de Rondônia

O livro, organizado por Andressa Batista, Jessiane Gisele, Ana Paula Alab e Valeska Alvim, traz um olhar para as mulheres que trabalham com figurino