Porto Velho (RO) quarta-feira, 17 de outubro de 2018
×
Gente de Opinião

Cultura

Por que cursar Tecnólogo em Gastronomia?


 

O Tecnólogo em Gastronomia é um profissional de nível superior, especialista em planejamento, organização, supervisão e gerenciamento na área de alimentos e bebidas, desde a elaboração de cardápios até o desenvolvimento de uma cozinha de criação.

Além da formação técnica, este profissional tem competência para propor inovações na área de culinária, criando e gerenciando seu próprio negócio ou participando de empreendimentos de terceiros, administrando criação e produção de serviços. E tudo isso em dois anos de curso superior.

A partir dos conhecimentos adquiridos em higiene e manipulação de alimentos, habilidades básicas de cozinha, cozinha regional, nacional e internacional e de planejamento e gestão de serviços de alimentação, o profissional de Gastronomia é capacitação para atuar como Chef de Cozinha, Consultor Gastronômico, Gerente de Banquetes e Gerente de Restaurantes e Bares em todas as regiões do Brasil e do Mercosul.

O tecnólogo em Gastronomia é profissional raro hoje no Brasil e por isso a importância de um curso de formação deste profissional em uma região como a do estado de Rondônia onde a biodiversidade alimentar disponível é tão rica.

Este profissional representa fator de progresso e de agregação de forças e valores que irão potencializar decisivamente o desenvolvimento social do Estado. Isso, na medida em que possibilita ao mercado e à sociedade contar com profissionais aptos a atuar na formulação de respostas ao enfrentamento das múltiplas questões e demandas sociais.

A crescente descoberta do mundo gastronômico, aliada à necessidade de mão-de-obra especializada para o setor de bares, restaurantes, confeitarias, panificadoras e eventos bem como a vocação para produção de alimentos já justificaria cursar um curso Tecnológico Superior em Gastronomia. Mas a justificativa mais surpreendente é constatar que no Norte e no Nordeste brasileiro, tão engajados no desenvolvimento turístico e gastronômico, ainda possuam tão poucos cursos superiores nesta área e conseqüentemente poucos profissionais com formação superior.

No Brasil, são poucos os cursos na área, não existindo oferta dos mesmos em todos os estados ou regiões do país de forma a atender o mercado crescente. Assim não é sem razão que, apesar da rica culinária, o Brasil tenha dificuldades de desenvolver o turismo gastronômico.

Por todos os motivos expostos, cursar o curso Tecnológico Superior em Gastronomia que a FIMCA disponibiliza, é além ter uma visão empreendedora e futurista, algo muito prazeroso àqueles que se identificam com a culinária e os prazeres da mesa.

Fonte: Marilia Teixeira Berno
Coordenadora do Curso Tecnólogo Superior em Gastronomia da FIMCA

Mais Sobre Cultura

Wankabuki apresenta peça “À Margem” em três cidades de Rondônia

Wankabuki apresenta peça “À Margem” em três cidades de Rondônia

O Grupo de Teatro Wankabuki, de Vilhena (RO), realizará entre os dias 17 e 26 de outubro uma série de apresentações da peça “À Margem” nos municípios

Professor Aleks Palitot doa livros para escola municipal infantil

Professor Aleks Palitot doa livros para escola municipal infantil

Na tarde de quinta-feira (11), o Professor Aleks Palitot visitou a Escola Municipal de Educação Infantil Prof.ª Ronilza Cordeiro Afonso Dias, na Zona

SESC abre inscrições para exposição  e oficina de fotografia em Porto Velho

SESC abre inscrições para exposição e oficina de fotografia em Porto Velho

A exposição será realizada na rua Euclides da Cunha, com inscrições e impressões gratuitas no formato lambe-lambe