Porto Velho (RO) sábado, 25 de janeiro de 2020
×
Gente de Opinião

Cultura

Paralisação das atividades no campus da Unir



Por maior lisura no trato com a coisa pública, professores, técnicos e estudantes, paralisaram parcialmente nesta terça-feira, as atividades no campus da Universidade Federal de Rondônia para protestar e denunciar o caos, desmandos e o abandono da Unir. A mobilização teve início ontem, com uma série de atividades realizadas pela a Associação dos Docentes da Unir – Adunir, no sentido de buscar a sensibilização quanto à gravidade da situação.

O dia de protesto começou às 8 horas no Campus José Ribeiro Filho, com atividades de bandeiradas e manifestações dos diversos setores e trabalhadores. Vários professores dos campi do interior também vieram reforçar o movimento. O Diretório Central de Estudantes – DCE da Unir aderiu ao movimento de protesto.

De acordo com a presidente da Adunir, professora doutora Walterlina Brasil, esse movimento visa chamar a atenção da sociedade quanto a grave situação reinante da Universidade Federal de Rondônia, que convive diariamente com a precariedade estrutural do campus, inúmeras obras inacabadas de laboratórios e departamentos, não recolhimento e conseqüente acúmulo de lixo, aparecimento constante de cobras e ratos, problemas de internet, equipamentos espalhados pelos corredores, falta gritante de sanitários em condições de uso, dentre outros problemas operacionais.

A situação da Unir em Porto Velho é tão dramática, que a Associação dos Docentes da Unir – Adunir, que coordena o movimento teve que alugar dois banheiros químicos, diante da falta de condições de uso de todos os sanitários existentes no campus.

Durante plenária foi produzido um documento a ser encaminhado a Associação Nacional dos Docentes do Ensino Superior – Andes, Ministério da Educação, conselho superior e reitoria da Unir, dentre outros organismos federais. Uma carreata partindo do campus em direção a sede da Unir-Centro, organizada pelo movimento em favor da melhoria das condições de trabalho e estudos da Unir, foi programada para às 17 horas desta terça-feira.

Amanhã, quarta-feira, a Adunir através do movimento em favor da melhoria das condições de trabalho e estudos da Unir, prossegue com a mobilização, através da realização de palestras durante a manhã e tarde. Ao final, membros da Adunir se reúnem para avaliar o movimento.

Fonte/foto: Ascom/Paulo Ayres / Adunir
 

Mais Sobre Cultura

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Aprovado pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo `Cultura e com o apoio do SICOOB, O Instituto Cultural Villa-Lobos de Port

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Apaixonada pelas rimas, com dedicação à poesia e à prosa desde os 7 anos, a poetisa Maria de Nazaré Melo, 52 anos, não poupou elogios ao falar do proj

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Com uma belíssima iluminação decorativa e apresentações culturais, a Praça Getúlio Vargas tornou-se um dos lugares mais visitados nesse fim de ano em

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

O Dia Nacional do Samba, foi comemorado em todo país na segunda-feira (02) e para celebrar a data com muita alegria e gingado, o que o ritmo proporcio