Porto Velho (RO) quarta-feira, 22 de janeiro de 2020
×
Gente de Opinião

Cultura

Mercado Cultural de PVH é vitrine para artistas regionais


Inaugurado no dia 15 de maio de 2010, o antigo Mercado Público de Porto Velho, parcialmente destruído na década de 1960, e agora conhecido como Mercado Cultural é palco permanente de toda forma de manifestação da arte e ponto garantido de encontro dos apreciadores da boa música, dança e exposições. Nestes dois anos de funcionamento, foram diversos espetáculos musicais com artistas locais de fora que passaram pela cidade; lançamentos de livros; espetáculos de teatro e dança; Exposição de artes plásticas, lançamentos de enredos da escolas de samba, Festival da Canção do funcionário Público municipal; Festival da Melhor Idade, entre outras manifestações culturais.

De acordo com Arlene Bastos Lisboa, chefe da Divisão de Artes da Fundação cultural Iaripuna, existe no banco de dados da fundação uma estimativa de 500 apresentações de cantores e conjuntos, cerca de 30 exposições, 15 lançamentos de livros e somado às apresentações das mostras ‘Encontro das Artes’ e ‘Palco em Movimento’, que também aconteceram no Mercado Cultura, foram mais 22 grupos de dança e 25 de teatro. “As apresentações acontecem nas segundas, terças quintas e sábados e temos um público de pelo menos 200 pessoas prestigiando artistas como os que se apresentaram no show ‘Gente da Mesma Floresta’ com cantores de toda Região Norte, entre eles, Nilson Chaves do Pará, Bado de Porto Velho e Sérgio Solto do Acre”, disse ela.

Arlene acrescenta que além de grupos de seresta, MPB e apresentações de escolas municipais de música, como a Jorge Andrade. Na dança, podemos citar Chagas Peres, Gi e Hernandes, Cacá Ferreira e Cristina Pontes, além da grande batalha de Bboys. “No teatro tivemos o Centro de Teatro de Bonecos, o Grupo de teatro Abstratus e o Raízes do Porto. Também fizemos intervenções culturais, onde todos os artistas foram para o Mercado. Foram muitas ações realizadas nestes dois anos”, explica.

Infraestrutura

O prédio, um investimento de cerca de um milhão de reais, recurso adquirido junto ao Governo Federal, foi reconstruído pela Prefeitura de Porto Velho obedecendo todos os detalhes do projeto original da fachada. E agora o mais antigo mercado da capital conta com um anfiteatro, praça de alimentação e lojas para vendas de produtos regionais como artesanato, CD’s de artistas locais, livraria e comidas típicas, que vão agregar valor ao turismo. A obra faz parte do projeto de revitalização do centro histórico da cidade.

Fonte: Rebeca Barca

Mais Sobre Cultura

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Aprovado pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo `Cultura e com o apoio do SICOOB, O Instituto Cultural Villa-Lobos de Port

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Apaixonada pelas rimas, com dedicação à poesia e à prosa desde os 7 anos, a poetisa Maria de Nazaré Melo, 52 anos, não poupou elogios ao falar do proj

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Com uma belíssima iluminação decorativa e apresentações culturais, a Praça Getúlio Vargas tornou-se um dos lugares mais visitados nesse fim de ano em

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

O Dia Nacional do Samba, foi comemorado em todo país na segunda-feira (02) e para celebrar a data com muita alegria e gingado, o que o ritmo proporcio