Porto Velho (RO) terça-feira, 23 de julho de 2019
×
Gente de Opinião

Cultura

Marchinha de Waldison Pinheiro representará Porto Velho no concurso regional em Manaus


Marchinha de Waldison Pinheiro representará Porto Velho no concurso regional em Manaus - Gente de Opinião

Marchinha de Porto Velho é classificada no Rede Folia

“...Quem foi que disse /Que pode descer a lenha /Nem venha, nem venha / De agora em diante tem a Lei Maria da Penha...” (trecho da Marchinha)  

Waldison Pinheiro, natural de Porto Velho, escreveu sua marchinha de carnaval denominada "MELÔ DA MARIA DA PENHA" no Concurso Cultural de Marchinhas de Carnaval, promovido pelo programa Paneiro da Rede Amazônica, que teve as inscrições abertas até o último, dia 9 de fevereiro.  

A marchinha chama atenção para o grau alarmante de violência contra as mulheres e que hoje assusta pelo alto índice de feminicído. Além disso, em sua composição, Waldison chama atenção e faz um alerta aos machões de plantão, que usam da força física para agredir mulheres, dizendo: “...Cuidado com a Lei Maria da Penha...”

“O carnaval é um bom momento para levar esta mensagem, pois a folia de momo envolve alegria e ela, a alegria, tem na sua essência a obrigação de transmitir felicidade, o Amor e a Paz.  Diz Waldison Pinheiro autor da marchinha, que nesta disputa representa Porto Velho (RO).  

Após as inscrições a produção do programa pré-selecionou 12 músicas, sendo três de cada estado (Amapá, Amazonas, Rondônia e Roraima). Das doze selecionadas, quatro composições estão para a votação do público, que se estenderá até o dia 16/02 (sábado) no Gshow, neste mesmo dia o vencedor será anunciado ainda durante o programa Paneiro, ao vivo. No sábado seguinte (23/02), o vencedor estará em Manaus no Palco do Paneiro.

É importante Baixar o aplicativo Gshow, acesse e vote no "MELÔ DA MARIA DA PENHA", de Waldison Pinheiro.  

Conheça a letra da Marchinha que representa o estado de Rondônia e é um Basta contra a violência e um Grito de Paz.

MELÔ DA MARIA DA PENHA de Waldison Pinheiro:

 

Quem foi que disse 

Que pode descer a lenha

Nem venha, nem venha

De agora em diante tem a Lei Maria da Penha

Nem venha, meu bem, 

Nem venha

 

Antigamente era um disse me disse

Que a mulher do tal malandro

Só vivia a apanhar

Mas hoje em dia o malandro não se engana

Se ele bater na mulher

Ele vai em cana

 

Quem foi que disse

Que pode descer a lenha

Nem venha, nem venha

De agora em diante

Tem a Lei Maria da Penha

Nem venha meu bem

Nem venha

 

Se seu amor 

Não lhe quer mais

Deixa a mulher viver em paz

Não adianta descer a lenha

Cuidado com a Lei Maria da Penha

Mais Sobre Cultura

Baixo Madeira: Mais de quinhentas pessoas participaram do Festival Cultural de Nazaré

Baixo Madeira: Mais de quinhentas pessoas participaram do Festival Cultural de Nazaré

“Resiliência, é a palavra certa que defini os moradores de Nazaré, depois de tudo que passaram. Eles se reinventaram e deram a volta por cima”, di

Documentário "Tarja Branca" ficará disponível online e gratuitamente no Videocamp durante ação que homenageia a educadora Lydia Hortélio

Documentário "Tarja Branca" ficará disponível online e gratuitamente no Videocamp durante ação que homenageia a educadora Lydia Hortélio

A importância da cultura da infância e do brincar para as crianças e para o ser humano é tema da Ocupação Lydia Hortélio, realizada pelo Itaú Cultural

Acadêmicos da Unir apresentam espetáculo teatral "Inimigos do povo" em Minas Gerais

Acadêmicos da Unir apresentam espetáculo teatral "Inimigos do povo" em Minas Gerais

A próxima segunda-feira (22) marcará o início de uma nova etapa para os integrantes da Trupe dos Conspiradores, grupo de pesquisa e prática em encen

Ceron valoriza cultura regional e apoia o Flor de Maracujá

Ceron valoriza cultura regional e apoia o Flor de Maracujá

Valorizar a cultura regional e as pessoas são alguns dos compromissos da Ceron, empresa do grupo Energisa. Por isso a empresa é uma das patrocinador