Porto Velho (RO) quarta-feira, 22 de janeiro de 2020
×
Gente de Opinião

Cultura

IPHAN promove ação de educação patrimonial no bairro Caiari, em Porto Velho


Gente de Opinião

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, através da sua Superintendência em Rondônia está promovendo ações destinadas à educação e conscientização patrimonial no tradicional bairro Caiari, em Porto Velho.

Foram mapeadas as residências que compõem o bairro e seus respectivos proprietários que receberão um conjunto de leis, folhetos e mapas instruindo sobre a legislação do patrimônio histórico em áreas de entorno, já que o bairro não é tombado pelo IPHAN como muitos pensam, mas somente compõe a área de entorno da EFMM, esta sim tombada pela União.

Segundo o arquiteto e urbanista Giovani Barcelos “o conhecimento da população sobre a legislação vigente conscientizará os proprietários sobre o papel deles como difusores deste importante patrimônio. A legislação federal, apesar de restringir alterações, não tem o poder de interferir nas mutilações arquitetônicas que venham a acontecer no bairro. Esta ação é um passo importante para que haja um entendimento simbiótico, único, de que a manutenção das características só terá resultado a partir de entendimento e atuações dos proprietários e poder público.”

 

Gente de Opinião


 


Para o Superintendente do IPHAN em Rondônia, Beto Bertagna “é mais uma forma de esclarecer a população sobre as ações que podem ser feitas no bairro Caiari. A legislação federal ajuda, mas por sua importância para a cidade de Porto Velho o bairro Caiari merecia ser tombado como patrimônio municipal ou estadual, com a conseqüente proteção de suas características arquitetônicas, urbanísticas e paisagísticas. Esta porém é uma decisão que cabe aos moradores, à Prefeitura e ao Governo de Rondônia“.

Para Bertagna, “a criação e a publicação da Portaria 231/2007 foi um avanço importante ao definir parâmetros de intervenção, impedindo uma verticalização que seria perigosa em uma área histórica, pois descaracterizaria e sobrecarregaria a infraestrutura naquele ponto da cidade.”

Um destaque importante na Portaria 231/2007 é a sua visão sobre o planejamento urbano, onde se previu uma possível expansão para o outro lado do rio Madeira, estendendo a poligonal de proteção para esta área, ou seja, construções do outro lado do rio Madeira também terão que estar de acordo com o que a portaria prevê, do contrário, não poderão ser executadas.

Além disso, com esta ação o IPHAN procura avançar e aprofundar a relação com moradores e proprietários de imóveis em áreas protegidas pela legislação voltada ao patrimônio cultural, de maneira a estreitar o diálogo e evidenciar a disposição do Instituto em fornecer o acesso às informações e leis.

Fonte: IPHAN Rondônia

Mais Sobre Cultura

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Aprovado pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo `Cultura e com o apoio do SICOOB, O Instituto Cultural Villa-Lobos de Port

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Apaixonada pelas rimas, com dedicação à poesia e à prosa desde os 7 anos, a poetisa Maria de Nazaré Melo, 52 anos, não poupou elogios ao falar do proj

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Com uma belíssima iluminação decorativa e apresentações culturais, a Praça Getúlio Vargas tornou-se um dos lugares mais visitados nesse fim de ano em

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

O Dia Nacional do Samba, foi comemorado em todo país na segunda-feira (02) e para celebrar a data com muita alegria e gingado, o que o ritmo proporcio