Porto Velho (RO) sexta-feira, 15 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

Cultura

Festcineamazônia Itinerante pega a estrada esta semana


‘Silêncio total’. O bordão usado como mote pelo ator Luiz Carlos Vasconcelos para dar vida ao Palhaço Xuxu, costuma ficar impregnado na cabeça da platéia dias depois de findo o espetáculo solo. É talvez um dos maiores termômetros indicativos do sucesso de um palhaço. Luiz Carlos Vasconcelos e seu personagem mais longevo integrarão a equipe do Festcineamazônia Itinerante 2013 que percorrerá estradas e rios rondonienses a partir do dia 21 de novembro.

A Itinerância acontecerá em 13 distritos, estendendo-se até dezembro.

A primeira etapa são os distritos que ficam no eixo da BR-364, sentido Rondônia-Acre. O primeiro local é Cujubim, no dia 21 de novembro. Nos dias seguintes a itinerância segue para Jaci Paraná, Nova Mutum, União Bandeirantes, Abunã, Fortaleza do Abunã, Vista Alegre, Extrema e Nova Califórnia, no dia 29 de novembro.

A segunda etapa da Itinerância será descendo o Baixo Madeira. O início é em São Carlos, no dia  11 de dezembro. Nos dias 12, 13 e 14 de dezembro, será a vez dos distritos de Nazaré, Demarcação e Calama.

Não é a primeira vez que Luiz Carlos Vasconcelos e o Palhaço Xuxu estreitam parceria com o Festcineamazônia. O ator já participou de edições do festival em Porto Velho e também já acompanhou a itinerância por Peru e Bolívia.

Sobre o personagem que carrega há mais de três décadas, Vasconcelos tem uma explicação filosófica. Já disse isso a respeito de seu mais querido personagem:  “Talvez, certos homens, para poder crescer, precisem se expor assim. Xuxu me acompanha desde muito tempo. Devo-lhe muito. Convivendo com ele aprendi a olhar o mundo e as pessoas com olhos mais atentos e sinceros. Aprendi também a olhar para mim, e após o primeiro susto, desatar a rir. Estou ampliado nele. Minha vaidade, por exemplo, expressão do meu egoísmo, se transforma em atitude generosa ao divertir os outros. A dimensão de um palhaço está diretamente relacionada à dimensão do real ridículo de quem o encarna. Tornar esse ridículo risível ou terno e oferecê-lo aos outros, é a missão dos palhaços. Portanto, ao olhar para o Xuxu, não tenha dúvida, somos assim mesmo”.

O Festcineamazônia  - Festival Latino Americano de Cinema Ambiental  tem o patrocínio do BNDES, Governo Federal através da Lei Rouanet, Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual, apoio cultural: Sistema Fecomércio - Sesc, Centro de Formação dos Profissionais de Eduacação do Município de Porto Velho,  SEMA - Secretaria Municipal de Meio Ambiente, programa microfonia .O Festcineamazônia é membro do Green Film Network.

Fonte: Eduardo Kopanakis

Mais Sobre Cultura

Sandra Castiel lança novo livro

Sandra Castiel lança novo livro

A professora Sandra Castiel, que é membro da Academia de Letras de Rondônia (Acler), lança mais uma obra literária de sua lavra: Amor e Dor – contos

Em trabalho inédito, Fundação Cultural inicia visita em todas as aldeias indígenas de Vilhena para registro fotográfico da Arte e Cultura de povos locais

Em trabalho inédito, Fundação Cultural inicia visita em todas as aldeias indígenas de Vilhena para registro fotográfico da Arte e Cultura de povos locais

Pela primeira vez a Prefeitura de Vilhena irá percorrer todas as aldeias indígenas de Vilhena com o intuito de registrar a produção de Arte e Cultura

Homenagens no QUANDO BATE A SAUDADE deste domingo

Homenagens no QUANDO BATE A SAUDADE deste domingo

O QUANDO BATE A SAUDADE deste domingo vai homenagear alguns dos grande nomes da música brasileira que já se foram. Como este sábado foi Dia de Finados

Bado representa Rondônia na III Mostra Nacional de Música Sesc no Rio de Janeiro

Bado representa Rondônia na III Mostra Nacional de Música Sesc no Rio de Janeiro

No dia 22 de outubro as 19h, o instrumentista e compositor Bado, apresenta o Show Musical no Quintal na III Mostra Nacional de Musica SESC no Rio de J